quinta-feira, 30 de abril de 2015

Peixes, rãs e vacas também já caíram do céu


Um misteriosa chuva de peixes cai, de quando em vez, na localidade hondurenha de Yoro

Há quem diga que nenhum lugar é seguro e que algo pode cair do céu a qualquer momento, sem aviso prévio ou explicação plausível - e por vezes carregadas de mistério.

E há quem se dedique a colecionar esses acontecimentos. O blogue Weird Worm, citado pelo jornal espanhol "ABC", diz que há pelo menos uns 600 registos de "chuva" de objetos estranhos.

Um dos mais espantosos - e pelos vistos proveitoso para os seus habitantes, que organizam festivais gastronómicos - é a misteriosa chuva de peixes que, de quando em vez, cai na localidade hondurenha de Yoro.

Acontece, dizem, após grandes aguaceiros e é atribuída pela crendice popular à súplica de certo frade franciscano do século XIX condoído - ou ele próprio aflito - com a escassez de alimento.

Uma hipótese provável é que se trate de peixes subterrâneos (uma das pesquisas indicou que não têm olhos) que emergem à superfície por efeito do enchimento das cavidades pelas chuvadas.

Uma chuva singular de rãs ocorreu na cidade grega de Naphia, em 1981, mas nada teria de milagroso, pois seria explicado por forte ventania que da costa africana as arremessou para a banda helénica.

De susto - e parece que grande estrago nas embarcações - por pouco não morreram certos pescadores japoneses em 1986, quando faziam pela vida no mar de Ojotsk (Sibéria) e viram tombar do céu umas quantas vacas.

O singular maná bovino foi depois explicado pela simples e urgente necessidade de estabilizar um avião russo em que as reses eram transportadas, antes que o aparelho se despenhasse.