quarta-feira, 24 de maio de 2017

Aeronáutica libera gravações de diálogos da 'noite oficial dos óvnis'


Ouça o áudio dos diálogos entres torres de comando de São José dos Campos, São Paulo e Brasília e a Defesa Aérea, sobre perseguição de óvnis.

Trinta anos depois, o Fantástico teve acesso às gravações de áudio do episódio que ficou conhecido como “A noite oficial dos óvnis”. Em maio de 1986, o ministro da Aeronáutica convocou uma coletiva para anunciar que a FAB perseguiu sem sucesso 21 óvnis sobre a região de São José dos Campos (SP).

As gravações, que ficaram sob sigilo na Aeronáutica todos esses anos, mostram os diálogos entre a torre de São José dos Campos, as torres de São Paulo e de Brasília e a Defesa Aérea. O relatório oficial da Aeronáutica concluiu que os objetos eram reais e tinham um “comportamento inteligente”. A reportagem do Fantástico encontrou participantes desses diálogos; veja acima.

OUÇA AS GRAVAÇÕES DOS DIÁLOGOS DA NOITE DOS ÓVNIS QUE FICARAM SOB SIGILO DA AERONÁUTICA NO SITE DO ARQUIVO NACIONAL

fonte: G1

Começou a corrida ao “petróleo branco” (e Portugal é uma potência mundial)


Portugal está entre os dez maiores produtores mundiais do chamado “petróleo branco”, o lítio, cujo valor económico vem sendo incrementado pela emergência dos carros eléctricos, e já há vários pedidos para exploração deste mineral no nosso país.

O jornal Público dá conta de 30 requerimentos endereçados ao Governo para exploração do lítio, mas esse número aumenta para 46 pedidos, contando com a prospecção e pesquisa do mineral que pode ser usado para a produção de baterias para carros eléctricos e para telemóveis.

Estamos a falar de um investimento global previsível da ordem dos 3,8 milhões de euros, conforme dados do Expresso, que ilustra bem o interesse que as empresas estrangeiras têm neste metal que é visto como o “petróleo branco”, pelo seu potencial económico e como alternativa amiga do ambiente.

Portugal é rico em lítio desde o Alto Minho à Beira Baixa, passando por Trás-os-Montes, onde a empresa australiana Dakota Minerals já procede a trabalhos de extracção.

Há também um movimento que procura convencer a Tesla a instalar-se em Portugal, um cenário que se vier a consumar-se pode dar um empurrão decisivo ao negócio do lítio no país, uma vez que estamos a falar de um dos principais fabricantes de veículos eléctricos do mundo.

Técnicos aconselham Governo a apostar no lítio

O Grupo de Trabalho “Lítio” (GT), constituído em Dezembro para avaliar a possibilidade de produção em Portugal, propõe ao Governo um programa de fomento mineiro que teste tecnologia e demonstre o potencial industrial deste metal, financiado por programas financeiros como o COMPETE ou outros.

De acordo com o relatório a que a Lusa teve acesso, o GT defende além da avaliação dos recursos minerais litiníferos do país, a implementação de uma unidade experimental minero-metalúrgica com o objectivo de desenvolver conhecimento e testar tecnologias para toda a cadeia de valorização destes recursos, que deverão ter um aumento “exponencial” com o crescimento da mobilidade eléctrica.

O grupo também refere a importância da constituição de uma unidade piloto de demonstração industrial para perceber a viabilidade económica da cadeia de valor e não se limitar à prospecção e exploração de lítio, mas à sua utilização, o que, se os resultados económicos forem promissores, “evoluirá para uma fase de investimento industrial”.

O relatório técnico foi solicitado em 2016 pelo secretário de Estado da Energia, Jorge Seguro Sanches, contando com a avaliação dos organismos públicos que intervêm no sector mineiro, designadamente a Direcção Geral de Energia e Geologia (DGEG), o Laboratório Nacional de Energia e Geologia (LNEG), a Empresa de Desenvolvimento Mineiro (EDM), a Assimagra – Recursos Minerais e a Associação Nacional das Indústrias Extractivas e Transformadoras (ANIET).

As conclusões retiradas deixam antever que “Portugal pode assumir, nas próximas décadas, um papel de destaque no panorama mundial de produção de lítio“, conforme aponta o Público.

Este diário atesta que Portugal é considerado “uma potência” neste domínio, integrando “o top dez dos maiores produtores mundiais de lítio“, lista que é dominada por Chile, Austrália, Argentina e China.

O grande desafio do país, considerando ainda que a extracção de lítio como a que se faz em Portugal é mais cara, é definir um processo que rentabilize a transformação do lítio, permitindo a pureza de 99,5% que é necessária para a construção de baterias de veículos eléctricos, conforme sustenta o Público.

fonte: ZAP aeiou

A descoberta que pode obrigar a mudar todos os livros de história


Uma equipa de 22 arqueólogos descobriu ferramentas de pedra fabricadas há 3,3 milhões de anos, mais velhas do que a espécie humana. O homem é mais velho 700 mil anos?

Uma equipa de 22 arqueólogos descobriu artefactos de pedra no Quénia fabricados há 3,3 milhões de anos, questionando, assim, a história da evolução humana. As ferramentas em questão precedem a altura em que a espécie terá começado a evoluir para Homo sapiens – que terá surgido há cerca de 200 mil anos -, sendo que as mais antigas até agora identificadas são 700 mil anos mais novas e foram descobertas na Etiópia. O anúncio consta num artigo publicado na conceituada revista científica Nature.

O achado foi feito por acidente no campo arqueológico de Lomekwi, no Quénia, quando os arqueólogos liderados por dois membros da Stony Brook University se enganaram no caminho previsto. Ao todo, foram descobertos 150 artefactos num local sem a presença de quaisquer fósseis.

Desconhece-se, então, qual a espécie humana responsável por esta criação, até porque o antepassado comum mais próximo do Homem (Homo) como o conhecemos hoje, terá surgido há 2,5 milhões de anos na costa oriental de África. Ainda assim, o Globo escreve que o antepassado humano Kenyanthropus platyops estaria presente na região e que restos do Australopithicus afarensis foram encontrados no leste de África no mesmo período.

Os investigadores acreditam que os artefactos foram fabricados por uma ainda por determinar espécie de hominídeo com um bom controlo motor, diz o Daily Mail. O certo é que os achados fazem crescer a crença de que formas pré-humanas exibiram comportamento “humano”, além de desafiarem a ideia de que os nossos antepassados mais diretos foram os primeiros a fazerem de duas pedras um utensílio.

Se a descoberta confirmar que o homem é afinal quase 700 mil anos mais velho do que o que se pensava, isso obrigará a mudar todos os manuais de história. Ou os de ciência, porque pode também pôr em causa o último elo da teoria da evolução das espécies e mostrar que os pré-hominídeos já usavam ferramentas.

Seja como for, pode ser obrigatório dar novas datas à era da pedra lascada.

fonte: Observador

Câmara de entusiasta regista nave extraterrestre nos céus de Melbourne


Câmara instalada por um cidadão de Melbourne para observar o céu nocturno registou um relâmpago brilhante após o que surgiu um OVNI.

O objecto extraordinário de forma alongada foi registado na noite de 20 de maio.

O vídeo publicado no canal do proprietário da câmara, Brad Morris, mostra um relâmpago brilhante, após o que surgiu um objecto de forma alongada com a parte frontal aguçada.

O OVNI afastou-se da vista a enorme velocidade.

O proprietário da câmara pensou que tinha filmado a queda de um meteorito. Mas, após a análise da gravação, ele conseguiu ver uma luminescência vermelha extraordinária perto do objecto, o que segundo ele podem ser as duas asas duma nave extraterrestre.


fonte: Sputnik News

terça-feira, 23 de maio de 2017

O mistério da música que os astronautas ouviram nas missões à Lua


Buzz Aldrin caminha na superfície da lua a 20 de julho de 1969 | REUTERS/NASA

Astronautas da Apollo 10 foram apanhados de surpresa por uma música estranha. A história volta a ser falada por causa de uma série norte-americana

A tripulação da missão Apollo 10 foi surpreendida por um som estranho, "música do tipo espacial", nas transmissões de rádio. Os astronautas da missão que precedeu a histórica Apollo 11, que aterrou na Lua, nem sabiam bem o que dizer, revelam as gravações da missão, tornadas públicas em 2008.

Agora, um programa do Science Channel, "Nasa's Unexplained Files", aborda este e outros mistérios. Os astronautas estavam no chamado lado oculto da Lua, sem contacto com a Terra, quando ouviram o que descreveram como "música do tipo espacial".

No diálogo que pode ser ouvido nas gravações - e que está transcrito no site da NASA - um dos astronautas (Eugene Cernan) diz: "esta música soa tipo espacial, não é? Ouviste isto? Este silvo?". Tom Stafford responde que sim e John Young questiona-se sobre o que será. Depois continuam a falar da missão e alguns momentos depois Cernan volta a referir a música estranha. Young diz que têm de descobrir o que é porque ninguém vai acreditar neles, antes de sugerir que se deve, provavelmente, a interferências do sistema de navegação.

Apesar das dúvidas, Cernan refere a música, ou "aquele apitar doido", quando retoma o contacto com Houston. Razão pelo qual os astronautas das missões seguintes estariam avisados. Michael Collins, que participou em várias missões, incluindo na Apollo 11, revelou no seu livro Carrying The Fire que também ouviu essa "música" ou som. "Se não tivesse sido avisado, teria apanhado um susto." Por esta altura, os técnicos de rádio já tinham uma explicação para o som, tratava-se de uma interferência entre os rádios de dois módulos. "Neil disse que parece o vento a bater nas árvores", contou Collins.

"Tivemos muitos incidentes em que tipos que estiveram no espaço viram ou ouviram coisas que não reconheceram e interrogamo-nos sobre tudo isso. Eu tenho uma mente muito aberta sobre o que pode ter acontecido", disse o astronauta Al Worden, da Appolo 15, ao jornal The Huffington Post. No entanto, Worden salienta que "as memórias são uma coisa, mas provas factuais são outra completamente diferente".


Vídeo de quase 10 minutos mostra óvni de formato incomum na Itália e causa alvoroço na internet


Um vídeo sobre um suposto óvni, em Milão, na Itália, tem gerado bastante discussão nas redes sociais. A gravação, de aproximadamente dez minutos, mostra ao menos sete pontos de luz misteriosos que se movimentam rapidamente no céu, formando um grande conglomerado luminoso. 

Em determinado trecho do vídeo, um avião passa próximo ao objeto não identificado e causa ainda mais espanto nas testemunhas. A gravação feita por Antonio Urzi Simona Sibilla, contudo, tem causado controvérsias. 

Enquanto algumas pessoas classificam o óvni como impressionante e fazem referências ao seriado Star Trek, outras acreditam se tratar de um vídeo fake, manipulado tecnicamente.


fonte: History

OVNI avistado no céu? Especialistas acreditam que sim


Um Youtuber filmou uma mancha suspeita a pairar no ar, levando a crer poder tratar-se de vida extraterrestre.

Anthony Sakowski filmou uma estranha aparição no céu: uma nuvem em formato arredondado pairava no ar e refletia acima de si uma outra forma que parece estar envolta nesta formação gasosa.

Alguns curiosos e profissionais (UFO Hunters) acreditam que possa ser um OVNI (Objeto voador não identificado) escondido por detrás. Scott. C. Waring, especialista que gere o website UFO sightings Daily, declarou ao The Sun que apenas um objeto metálico refletor poderia criar uma mancha daquele aspeto.

Independentemente de ser um caso real de presença extraterrestre, ou apenas uma ilusão ótica, as imagens não deixam de ser misteriosas.


OVNIS avistados na Alemanha e Inglaterra

Resultado de imagem para OVNIS

Objetos voadores não identificados foram detetados pelos radares do aeroporto alemão de Bremen e por um piloto de uma companhia aérea nas imediações do aeroporto de Heathrow, em Londres.

O primeiro caso foi registado, esta terça-feira, pelos radares do aeroporto de Bremen, no norte da Alemanha, tendo obrigado ao cancelamento e adiamento de vários voos, segundo fontes oficiais.

"Não sabemos o que era, mas alguma coisa era", disse um porta-voz da polícia local aos meios de comunicação social.

De acordo com os controladores aéreos responsáveis pelo serviço do aeroporto de Bremen, o OVNI desapareceu ao fim de três horas de presença nos radares, sem que pudesse ser identificado.

Um voo procedente de Frankfurt foi cancelado, um aparelho de Munique com destino a Bremen foi desviado para o aeroporto de Hannover e um voo com origem em Paris (França) foi informado que devia abortar as operações de aterragem em Bremen, mas foi posteriormente autorizado a aterrar, com 15 minutos de atraso.

As hipóteses mais prováveis das autoridades apontam para que fosse um drone ou um objeto semelhante a uma esfera, referiu a agência noticiosa espanhola EFE.

Objeto em forma de bola de râguebi

O outro caso ocorreu a 13 de julho passado, mas só agora foi tornado público depois das investigações não terem conseguido determinar o que realmente se passou.

Um piloto de uma companhia aérea comercial declarou ter avistado um "objeto não identificado com forma de bola de râguebi" que esteve muito perto de colidir com o avião, quando este voava a cerca de 20 quilómetros do aeroporto londrino de Heathrow.

O caso ocorreu às 18,35 horas do dia 13 de julho passado, quando o Airbus A320 se encontrava a 34 mil pés de altitude. Nessa ocasião, o piloto avistou um objeto estranho que se dirigia em sua direção.

De acordo com o jornal "Daily Telegraph", o piloto foi obrigado a realizar uma manobra repentina, de forma a evitar a colisão com um objeto idêntico a "uma bola de râguebi de prata brilhante e aparentemente metálico".

Ao comunicar aos controladores aéreos o sucedido, estes não conseguiram detetar qualquer nave ou objeto estranho na região. Soube-se, também, que nem os serviços meteorológicos, nem a Força Aérea utilizaram na ocasião aquele espaço aéreo.

"Pensei que uma colisão era inevitável, já que não tive tempo para desviar o avião. Contudo,o OVNI ganhou altitude de forma repentina e sobrevoou o avião quase colado", explicou o piloto.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...