sexta-feira, 21 de julho de 2017

"Boneca assombrada" é colocada à venda depois de assustar casal





Uma mulher está a tentar vender, no "Ebay", uma boneca que acredita estar assombrada. Assustada, diz que a boneca anda pela casa sozinha e é responsável por acionar os alarmes de fumo e por atacar o marido.

"É uma bonita boneca vestida de noiva mas muito assustadora", é assim que Debbie Merrick, uma mulher inglesa, de 50 anos, descreve o artigo que colocou à venda. A boneca foi comprada, juntamente com outras duas, há três semanas, por pouco mais de cinco euros, e deu a volta à vida de Debbie e do marido Cameron.

Movimentos estranhos, alarmes de fumo ativados do nada e arranhões na perna de Cameron alertaram o casal. "Os alarmes de fumo não paravam de tocar e uma noite ouvi o soalho a fazer barulho. Pensei que era a minha filha, mas quando fui ao quarto vi que ela estava a dormir", disse a mulher ao "Mirror".

Juntamente com estes acontecimentos, Cameron acordou com a perna toda arranhada. Debbie aponta a boneca como sendo a possível responsável. "As arranhadelas foram feitas por algo pequeno, como a mão de uma boneca", disse ao "The Sun".


quarta-feira, 19 de julho de 2017

Homem registra imagem de criatura na Escócia; internautas acham que é o "Monstro do Lago Ness"

Criatura parecida com um 'dinossauro' foi registrada na Escócia

Criatura parecida com um 'dinossauro' foi registrada na Escócia 


Um homem de 66 anos registrou a imagem de uma criatura desconhecida na Escócia. Jimmy Wright estava caminhando pelo vilarejo de Killerarn quando viu o estranho animal e o fotografou. As informações são do The Sun e do Daily Record.

Segundo o The Sun, a imagem foi postada pelo homem nas redes sociais e, rapidamente, viralizou. Internautas acreditam que a criatura encontrada é o "Monstro do Lago Ness" que, segundo a lenda, habita os lagos da Escócia.

"Postei no Facebook e fiquei surpreso com o número de respostas que recebi. Achei que fosse algo como um dinossauro", disse Wright ao Daily Record.


Antepassados dos mamíferos começaram a ter sangue quente há 300 milhões de anos


Os antepassados dos atuais mamíferos começaram a ter sangue quente no período Permiano superior, entre 352 milhões a 259 milhões de anos atrás.

O momento em que os mamíferos passaram a ter sangue quente tem sido motivo de debate mas um grupo internacional de cientistas assegura ter identificado um período concreto, após análises de datação em 90 fósseis, diz-se num comunicado do Centro Nacional de Investigação Científica francês.

O facto de as espécies passarem a ter sangue quente favoreceu a sobrevivência durante a extinção registada no período Pérmico-Triássico, há 252 milhões de anos, segundo o estudo, que é publicado hoje na revista eLife.

Hoje apenas as aves e os mamíferos são capazes de produzir o seu próprio calor corporal e manter uma temperatura elevada constante.

A combinação das duas faculdades apareceu primeiro num grupo dos répteis terapsídeos, da classe dos sinápsidos. Há 270 milhões a 252 milhões esse grupo, os cinodontes, diferenciou-se dos restantes grupos e deu origem aos mamíferos, afirma-se no comunicado.

Os investigadores reuniram 90 fósseis descobertos na África do Sul, Lesoto, Marrocos e China, dos quais 63 terapsídeos e 22 espécies diferentes, para estudar a composição de isótopos de oxigénio.

Partindo do princípio que há isótopos que se incorporam de forma diferente nos ossos e nos dentes em função do metabolismo do animal (se tem sangue frio ou quente por exemplo), os estudos mostraram diferenças de composição isotópica. E indicaram que oito espécies da família dos terapsídios tinham sangue quente alguns milhões de anos antes da extinção do período Pérmico-Triássico.

Os cinodontes foram uma das espécies que sobreviveram à extinção (quando morreram 75% das espécies na Terra) e a chave para resistir às grandes alterações climáticas poderá estar relacionada com o sangue quente.


Brasil guarda um dos melhores registos do asteroide que pôs fim aos dinossauros


O meteoro que há 65 milhões de anos acabou com a era dos dinossauros na Terra, caiu na cidade península de Yucatán, no México, e deixou registos do fenómeno no Brasil, em Pernambuco. A paleontóloga Alcina Barreto falou com exclusividade à Sputnik Brasil e comentou sobre os segredos desse importante evento na história da Terra.

A paleontóloga Alcina Barreto, professora da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), conversou com a Sputnik Brasil e explicou a natureza do registo do meteoro em terras brasileiras. 

De acordo com ela, "não há fragmentos do impacto, o que há são evidências do impacto do meteoro que caiu".

"Evidências do tipo geoquímicas, evidências mineralógicas, evidências nas estruturas dos estados fragmentários, mas que se depositaram nessa época. Não é que um fragmento desse meteoro tenha sido conservado aqui", disse a especialista. 

Na ocasião, os fragmentos do meteoro teriam sido lançados na atmosfera e caído em diversas partes da Terra. A professora Alcina Barreto explicou que essas evidências são encontradas em diversas partes do mundo hoje em rochas sedimentares depositadas nessa época. 

Os resquícios do megatsunami causado pelo impacto do asteroide chegaram ao Nordeste brasileiro e ficam localizados no geossítio Mina da Poty. 

A paleontóloga explica que "um geossítio é uma área geográfica em que ficou registado algum evento importante da história da Terra e que precisa ser conservado, preservado, estudado, compreendido e mantido para que as gerações futuras também tenham essa informação".

"Nós temos aqui exposições de rocha que mostram muito bem esse momento do impacto do meteoro. E ele está localizado no município de Paulista, aqui em Pernambuco. Essa exposição aparece numa mineração de calcários. E é a melhor exposição de diferentes períodos geológicos que marcam não só os períodos, mas que marcam eras geológicas diferentes", destacou. 

"Essas exposições de rocha aqui em Pernambuco são conhecidas com uma das melhores exposições da América do Sul desse registo desse fenómeno que aconteceu na história da Terra e que fica registado nas rochas", acrescenta Alcina Barreto.

A paleontóloga também informou que o geossítio Mina da Poty será aberto para a visitas do público a partir de novembro.

fonte: Sputnik News

ESTUDO DE LOS ALAMOS DESCOBRE QUE OS SCANNERS DOS AEROPORTOS PODEM EXTRAIR E ALTERAR O ADN


Podemos acreditar no que nosso governo nos informa sobre os dispositivos de segurança dos aeroportos?

Aparentemente não. Primeiro disseram-nos que os scanners de raios-X (que mostravam muitas partes do corpo nu) eram perfeitamente seguros.

Mesmo o fabricante do dispositivo, Rapidscan, admitiu abertamente que os scanners não tinham sido devidamente testados. A verdade foi revelada mais tarde que os testes de segurança acabaram sendo totalmente manipulados conforme relatado pela Natural News.

Com os resultados fabricados, a tecnologia foi rapidamente apressada em todos os aeroportos de todo o mundo. Ninguém ouviu o que os cientistas no campo da radiação estavam tentando dizer - não é seguro.

Não foi até que os níveis de radiação de retrocesso que os scanners adulassem começaram a mostrar uma maior incidência de cancro nos agentes TSA (juntamente com os processos que seguiram rapidamente), que os dispositivos foram finalmente substituídos. O TSA rapidamente arrumou por outra solução.

Agora, eles também querem que acreditemos que a tecnologia de substituição, scanners de "busca de tira digital" de onda milimétrica também são "perfeitamente seguros".

Não acredite por um segundo. A TSA não conseguiu testar adequadamente esses dispositivos para factores de saúde e segurança também. Infelizmente, no mundo de hoje, a segurança supera a segurança humana.

Essas tecnologias de ondas milimétricas são projectadas para bombardear viajantes inocentes com partículas de energia de alta frequência conhecidas como fotões de terahertz.

Um estudo conduzido por Boian S. Alexandrov et.al. No Centro de Estudos Não-Lineares do Laboratório Nacional de Los Alamos no Novo México, revelou que essas ondas terahertz poderiam "... descompactar ADN de cadeia dupla, criando bolhas que poderiam interferir significativamente em processos como a expressão génica e a replicação do ADN".


Em outras palavras, este estudo é a arma fumegante que suscita sérias preocupações sobre o impacto da radiação terahertz na fertilidade, desenvolvimento fetal e cancro.

Agora pense nos milhares de pessoas que estão sujeitas a esses níveis de partículas de energia não testadas todos os dias em nome da "Segurança Nacional".

A arma de negação activa dos militares usa tecnologia de onda milimétrica para criar uma intensa sensação de queimadura na superfície da pele usando um feixe de 95 GHz (3,2 mm de comprimento de onda).


Ex-funcionário da NASA: Extraterrestres estacionam aparelhos nos anéis de Saturno


Os extraterrestres encontraram um meio para esconder suas naves espaciais da humanidade: eles escondem-se nos anéis de Saturno, afirma o ex-funcionário da NASA Norman Bergrun, comunica o Express.

Segundo a informação do portal Express, o cientista acrescentou que a frota dos extraterrestres está aumentando. Vários aparelhos já chegaram aos anéis de Úrano e Júpiter, comunica o Express

"O que descobriu é que estas coisas povoam Saturno, é o lugar onde vi elas pela primeira vez, e eles estão proliferando. Você pode os descobrir em torno de Úrano e Júpiter", acrescentou Bergrun ao Express.

Os novos anéis em torno de planetas, de acordo com Bergrun, são formados por extraterrestes. De acordo com ele, em breve os extraterrestres não terão lugar para o estacionamento e podem passar para atividades concretas.

A hipótese sensacional de Norman Bergrun foi apoiada pela comunidade de ovnilogos. De acordo com eles, o ex-funcionário da NASA revelou um dos maiores segredos da agência espacial.


#NASA Engineer Norman Bergrun Warns That ‘Living Alien: http://www.mambolook.com/planets/saturn , http://www.mambolook.com/link/10930320

​Vários especialistas já comunicaram que tinham pessoalmente visto o deslocamento de naves extraterrestres perto dos anéis de Saturno.

fonte: Sputnik News

Surpreendente: Múmia milenar banhada em ouro tem os órgãos em excelente estado


O corpo foi banhado em ouro no ano passado em Dinghui (Hebei) templo, onde permaneceu desde 2011. No entanto, os instrutores do templo dizem Ci Xian poderia ser transferido para outro lugar sagrado.

Na semana passada, na província de Hebei, norte da China, um grupo de médicos examinaram os restos mumificados de um mestre budista coberta de ouro. Uma tomografia computorizada revelou o estado incrível dos órgãos do mestre Ci Xian, acreditam que morreu à cerca de 1000 anos.

Wu Yongqing, um dos médicos responsáveis pela investigação, disse que os ossos "estão em excelentes condições, como uma pessoa saudável", enquanto o cérebro, maxilar superior, dentes, costelas, coluna vertebral e articulações, "se conservam completos" .

A mídia local disse que o "estado natural" de fibras de tecido muscular e conjuntivo é "muito surpreendente" e salientam que a análise de especialistas também tem valores culturais e religiosos de grande importância.


Youtube / 世間 奇聞

Segundo registos históricos, o sacerdote budista era originalmente da Índia e viajou para a China, com o objectivo de difundir a filosofia budista. Mais tarde, ele foi nomeado professor budista e depois de sua morte, seus discípulos preservaram o seu corpo. Na década de 1970 seus restos mortais foram descobertos dentro de uma caverna.

Seu corpo foi banhado em ouro no ano passado em Dinghui templo (Hebei), onde ele permaneceu desde 2011. No entanto, os instrutores do templo diz Ci Xian poderia ser transferido para outro lugar sagrado, que está sendo construído na montanha Xiangxiang, na província de Hunan.


Youtube / 世間 奇聞

Em 2015 cientistas holandeses descobriram uma múmia semelhante dentro de uma estátua de Buda que datam dos séculos XI ou XII. Os restos, que pertenciam ao budista mestre Liuquan, foram examinados com um varrimento da TC e ADN testado. Os resultados foram publicados numa monografia sobre sua vida.


fonte: Actualidad RT

Cristóvão Colombo era português? ADN de familiar do corsário de 500 anos, daria a resposta


A teoria que aponta a origem genovesa do descobridor da América é novamente posta em causa, desta vez com "mais de 50 testes."

Houve muitas origens que têm sido atribuídos a Cristóvão Colombo - mallorquín, Catalão, Inglês, Norueguês, Croata e Português, entre outros, e o facto de que seu próprio filho, Hernando Colón não revelou na biografia que escreveu em que não fez nada, mas ampliou a aura do mistério.

Agora, um grupo de investigadores da Universidade de Coimbra e do Instituto Superior Técnico (IST) vai testar a teoria de que sugere que o descobridor da América na verdade nasceu em Portugal através de uma amostra de ADN de 500 anos , relata a EFE .

Um corsário Português com outro nome?

Esta hipótese foi formulada por Fernando Branco, o IST, no seu livro Cristóvão Colombo, Nobel Português' publicado em 2012-, que inclui mais de cinquenta coincidências entre a vida do Almirante do Mar Oceano e Pedro Ataíde como ele conheceu um Português corsário do século XV.

Segundo a tese de Branco, Pedro Ataide foi dado como morto na batalha naval de Cabo de São Vicente em 1473, onde lutou com um corsário francês chamado Culon - e depois salvos e cheguem a nadar até à costa do Algarve, decidiu mudar seu nome Pedro Colombo (ou Culon) para a segurança (sua família foi perseguida em Portugal por participar de uma conspiração para matar o rei João II).

"Há um conjunto de evidências que sugerem que seu nome verdadeiro era Pedro Colón. Eu nunca escrevi seu nome como Cristóvão Colón . Ele assinou como um almirante ou uma assinatura criptografada em que pode ler várias coisas, incluindo 'Pedro Colón'" disse Branco.

É por isso que os pesquisadores irão testar se Colombo era realmente Pedro Ataíde por análise do ADN dos ossos do primo directo do corsário Português, em seguida, compará-lo com o ADN de seu filho Hernando (já sequenciado em 2006 em Espanha). No entanto, este processo só vai ser possível se os ossos de Ataíde primo estiverem em boas condições, e este número é desconhecido porque a sua sepultura nunca foi aberta. Espera-se que as autoridades portuguesas autorizem após o verão.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...