sábado, 6 de janeiro de 2018

A macabra lista de celebridades que vão morrer em 2018


Sean Connery


Papa emérito Bento XVI


Príncipe Filipe, Duque de Edimburgo


Atriz Betty White, tem 95 anos


Senador John McCain


Os ex-presidente americano George W. Bush


Hawking é favorável às novas tecnologias de comunicação

O site Deathlist elaborou mais uma vez uma lista de celebridades que vão, segundo os mesmos, morrer ao longo de 2018. 

Na lista macabra deste ano aparecem pessoas como o ator Kirk Douglas, o Papa emérito Bento XVI, o escritor Herman Wouk, o Príncipe Filipe, a atriz Betty White, o político norte-americano John McCain, o ator Sean Connery, George Bush e Stephen Hawking. 

Em 2017, o mesmo site acertou em 17 das 50 mortes que tinha previsto: Hugh Hefner, David Rockefeller, Peter Sallis, Tony Booth, Gord Downie, Jake LaMotta, Rei Miguel da Roménia, Jerry Lewis, Fats Domino, Bruce Forsyth, Glen Campbell, Liz Dawn, John Noakes, Joost van der Westhuizen, Mary Tyler Moore, Errol Christie e Ian Brady.


sábado, 30 de dezembro de 2017

Prepare-se para uma mini idade do gelo em 2030


Em 2030, a Terra pode atravessar uma mini idade do gelo, devido à redução drástica de actividade solar. As temperaturas deverão começar a descer em 2021, indica a investigação liderada por universidades do Reino Unido e da Rússia.

As previsões são feitas através de um modelo matemático, criado pela professora Valentina Zharkova da Universidade de Northumbria, com base em dados recolhidos em Moscovo acerca dos movimentos de duas ondas magnéticas originárias do Sol.

Durante três ciclos solares (cada um dura entre 10 e 12 anos), haverá uma menor actividade magnética. Sempre que se verificaram situações destas, registaram-se períodos de muito frio na Terra. O primeiro ciclo em que se registam alterações é o que começa em 2021, indica a Sky News.

O modelo matemático não é uma prova absoluta em como haverá a mini idade do gelo, mas tem 97% de exactidão. Assim, permite que se espere um período conhecido como o "mínimo de Maunder". No último registado, entre 1645 e 1715, o rio Tamisa congelou.

Contudo, o modelo não integra circunstâncias como o aquecimento global, o que dá esperança a Zharkova: "Espero que o aquecimento global seja anulado por este efeito, o que dá à Humanidade e à Terra 30 anos para resolver o problema da poluição." 
fonte: Sábado

terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Cientistas descobrem na Amazónia a primeira ave híbrida do mundo


Especialistas canadianos descobriram por acaso que as aves Lepidothrix vilasboasi, uma espécie rara da Amazónia, são as primeiras aves "híbridas" no território da América e talvez de todo o mundo, diz um artigo publicado na revista PNAS.

"Há inúmeras plantas híbridas, mas entre os animais vertebrados os híbridos são muito raros", afirmou Jason Weir, especialista da universidade de Toronto.

Normalmente, cientistas chamam de híbridos os descendentes de duas espécies diferentes de animais que, de alguma maneira, trocaram material genético. Em geral, os híbridos se encontram entre plantas, mas não entre os animais. Falando das aves, até hoje não foi conhecido nenhum caso de híbrido natural.

A raridade dos híbridos se deve ao facto de serem estéreis e não poderem se multiplicar, o que não os permite a criar uma espécie separada, mesmo que tenham vantagens perante ambas as espécies parentais. Entre as excepções desta regra estão o golfinho-clímene, bisão-europeu (híbrido do bisão-das-planícies e ancestrais de vacas) e o cão-selvagem-asiático (descendentes de coiotes e lobos).

Weir e seus colegas acreditam ter descoberto o primeiro híbrido de aves. Durante expedições à Amazónia, eles estudaram laços parentais de pipras, aves tropicais sul-americanas. Após analisar o ADN das aves, cientistas descobriram a origem extraordinária da subespécie Lepidothrix vilasboasi (dançador-de-coroa-dourada).

Os resultados da pesquisa mostraram que o ADN desta subespécie é constituído por duas partes diferentes: 20% do uirapuru-de-chapéu-branco (Lepidothrix nattereri) e 80% do cabeça-de-prata (Lepidothrix iris). Segundo a análise, a subespécie surgiu recentemente — cerca de 180 mil anos atrás.

Isso aconteceu graças a dois factores: isolamento significativo dos ancestrais dessas aves e o fato dos últimos também terem surgido há pouco tempo — cerca de 300 mil anos atrás.

O processo de hibridação fez com que a estrutura da plumagem dos machos da ave se mudasse, tornando-se muito pálida. Por essa razão, com a evolução, representantes do Lepidothrix vilasboasi, desenvolveram uma plumagem amarela vivida, que atrai as fêmeas. Essa mudança, segundo Jason Weir, é a razão pela qual as aves se tornaram uma espécie separada e não uma variante de seus ancestrais.

fonte: Sputnik News

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Homem diz ter perdido a virgindade com extraterrestre


Homem diz ter a virgindade com extraterrestre





Homem pinta quadros com extraterrestres

David Huggins, um reformado e divorciado, de 74 anos, natural de Geórgia, nos EUA, afirma que perdeu a virgindade com uma extraterrestre, quando tinha 17 anos, e teve centenas de filhos, não só com ela, mas com outras alienígenas. O homem diz que é visitado por uma comunidade de "seres", como lhes chama, desde os oito anos de idade. 

De acordo com os relatos de Huggins ao jornal britânico Daily Mail, o seu mais recente encontro íntimo com uma mulher extraterrestre ocorreu "lá", no sítio que ele descreve como vago e inexplicável. E, rapidamente, sem se dar conta, já tinha voltado para a sua cama, em Hoboken. Segundo Huggins, os bebés, filhos dele e das alienígenas, permaneceram "lá" e ele não tem contacto com eles. 

O realizador Brad Abrahams entrevistou Huggins para o seu documentário 'Love and Saucers'. O filme fala sobre a experiência alienígena do reformado de Geórgia. "Ouvir estas coisas da boca de um homem que parece tão terra-a-terra e tão normal. A maneira como ele fala sobre isto é uma verdadeira dicotomia. Isto desarma-te, deixa-te aberto para o escutares como outro ser humano, não como alguém desequilibrado", contou o realizador britânico ao Daily Mail. 

David Huggins pintou mais de 100 quadros que descrevem as suas experiências com "seres" de outro mundo. Crescent, nome dado pelo homem à alienígena que lhe tirou a virgindade e com quem gerou centenas de filhos, é uma das personagens principais das pinturas. 


domingo, 17 de dezembro de 2017

Pentágono confirma que investigou OVNIS até 2012





Objeto Voador Não Identificado (OVNI)


O Senador Democrata Herry Reid

A pergunta é lançada pela agência Reuters: "O Pentágono ainda tem um programa de OVNIS? A resposta, tal como o assunto em questão, parece ser misteriosa. 

 O Pentágono admitiu oficialmente este sábado que manteve, até 2012, um programa de investigação de objetos voadores não identificados, conhecidos pela sigla ONVI. Que terá custado aos cofres americanos, cera de 20 milhões de euros - apesar de tudo, uma soma irrisória no orçamento da defesa americana. 

Um segredo nem sempre bem guardado - há muito que circulavam rumores em Washington - mas que caiu de vez este sábado, por causa dos artigos publicados pelo New York Times e pelo site Politico. 

 O cérebro do programa Advance Aerospace Threat Identification Programme (Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais) foi o senador democrata Harry Reid, agora retirado, mas que chegou a ser líder da minoria (uma espécie de líer da Oposição) no Senado. 

 Sabe-se agora que o programa foi dirigido pelo oficial de inteligência Luis Elizondo, no quinto andar do anel C do edifício do Pentágono, uma sala pouco acessível no compexo labiríntico que é o edifício sede do Departamento de Defesa dos EUA. "estávamos a tentar tirar o vodu de uma ciência vodu", disse o oficial à Politico numa entrevista sobre o programa que dirigiu. 

 Elizondo demitiu-se em outubro e está agora a trabalhar com Robert Bigelow, um magnata da indústria aeronáutica que é amigo e financiador das campanhas de Reid. E, claro, também um entusiasta do Espaço e da possibilidade de vida extra-terrestre. 

 "Não me sinto embaraçado ou envergonhado ou arrependido por ter posto esta coisa a andar. Fiz algo que nunca alguém tinha feito antes", diz ao New York Times o político que nunca escondeu o seu fascínio pelo Espaço. Foi ele que alocou ao programa os fundos necessários para que este funcionasse, entre 2007 e 2012. 

 Apesar de, oficialmente, o programa ter sido cancelado devido ao corte nos custos, os media americanos noticiam que continua a haver investigadores do Estado a analisar voos estranhos, fenómenos não explicados e a detetar objetos não identificados. 

 A Reuters perguntou ao Departamento de Defesa se a investigação de OVNIS ainda se mantinha. A resposta foi da porta-voz do Pentágono, Laura Ochoa, foi evasiva. "O Departamento leva a sério todas as ameaças ou potenciais ameaças contra as nossas pessoas e bens, e a nossa missão toma medidas sempre que se desenvolve informação credível". 

No início deste ano, a CIA libertou milhões de páginas de documentos entretanto desclassificados, incluindo relatos de avistamentos de objetos voadores. Como diz o senador Reid, "a verdade está aí fora. Está mesmo". O que achou desta notícia? 


Homem perfurado por lança de quase dois metros sobrevive por milagre






Imagens chocantes mostram vítima à espera de ser tratada no hospital, ainda com o objecto espetado nas costas.

Ler mais em: http://www.cmjornal.pt/mundo/detalhe/homem-perfurado-por-lanca-de-quase-dois-metros-sobrevive-por-milagre?ref=insolitos_MaisNoticias
Imagens chocantes mostram vitima à espera de ser tratada no hospital, ainda com o objecto espetado nas costas
Imagens chocantes mostram vítima à espera de ser tratada no hospital, ainda com o objecto espetado nas costas. 


Um homem sobreviveu por milagre depois de ter sido perfurado por uma lança de 182 centímetros, na província de Anhui, na China. Imagens chocantes mostram a vítima à espera de ser tratada no hospital local, ainda com o objeto espetado nas costas. Segundo a imprensa britânica, o homem estava sentado no carro quando alguém atirou a lança pela janela atingindo-o nas costas. A identidade da vítima e do atirador, que se pensa ser um assassino, é ainda desconhecida. A polícia afirmou que a lança vermelha – utilizada durante séculos pelos guerreiros imperiais da China – media 182 centímetros, mas foi cortada para facilitar o transporte. De acordo com testemunhas, os médicos estavam hesitantes em remover a lança das costas do homem, com medo que a vítima sangrasse até à morte. Por isso, em vez de extraírem o objeto, apenas encurtaram o tamanho e transferiram o individuo para outro hospital, no leste da China. Depois de chegar à província de Zhejiang, o homem foi submetido a uma cirurgia para remover a ponta da lança e agora encontra-se estável e preparado para voltar à normalidade do dia-a-dia. As autoridades confirmaram que estão a investigar a tentativa de assassinato, mas recusaram-se a identificar algum suspeito.

Um homem sobreviveu por milagre depois de ter sido perfurado por uma lança de 182 centímetros, na província de Anhui, na China. Imagens chocantes mostram a vítima à espera de ser tratada no hospital local, ainda com o objeto espetado nas costas. 

Segundo a imprensa britânica, o homem estava sentado no carro quando alguém atirou a lança pela janela atingindo-o nas costas. A identidade da vítima e do atirador, que se pensa ser um assassino, é ainda desconhecida. 

A polícia afirmou que a lança vermelha – utilizada durante séculos pelos guerreiros imperiais da China – media 182 centímetros, mas foi cortada para facilitar o transporte. 

De acordo com testemunhas, os médicos estavam hesitantes em remover a lança das costas do homem, com medo que a vítima sangrasse até à morte. Por isso, em vez de extraírem o objeto, apenas encurtaram o tamanho e transferiram o individuo para outro hospital, no leste da China. 

Depois de chegar à província de Zhejiang, o homem foi submetido a uma cirurgia para remover a ponta da lança e agora encontra-se estável e preparado para voltar à normalidade do dia-a-dia. 

As autoridades confirmaram que estão a investigar a tentativa de assassinato, mas recusaram-se a identificar algum suspeito. 


sábado, 16 de dezembro de 2017

Mistura de dinossauro com cisne: encontrada criatura mais estranha de todas


Cientistas descobriram um fóssil extremamente incomum de um dinossauro emplumado que parece um pato ou cisne com dentes e garras, segundo artigo, publicado pela revista Nature.

O esqueleto fossilizado possivelmente foi encontrado no deserto de Gobi, na Mongólia contemporânea, tendo sido saqueado ilegalmente do país antes de ser descoberto por arqueólogos.


Fóssil do dinossauro Halszkaraptor escuilliei

O dinossauro, denominado Halszkaraptor escuilliei, pertence a uma espécie desconhecida que podia viver tanto em terra como na água e com certo parentesco com velociraptores.

Acredita-se que os cisnes da antiguidade habitaram nosso planeta entre 71 e 75 milhões de anos. Além das presas agudas, tinham um pescoço de cisne, garras mortíferas afiadas como navalhas em seus pés, um bico de pato e membros dianteiros que facilitavam a natação.



"Se somarmos todas as características, veremos que se tratava de um animal anfíbio: podia correr pela terra, como imaginamos os dinossauros e, além disso, podia entrar na água", disse o paleontólogo Vincent Fernandez, acrescentando que o corpo da criatura era aproximadamente do tamanho de um pato, mas com uma cauda e patas mais longas.

O novo fóssil foi desenterrado no deserto de Gobi, uma zona rica em fósseis de dinossauros e conhecida como Ukhaa Tolgod, onde havia rios e lagos.

Detalhes da origem do fóssil continuam incompletos, pois o esqueleto passou anos em colecções privadas depois de ter sido tirado ilegalmente da Mongólia. Acabou nas mãos de cientistas e agora será devolvido ao seu país de origem graças ao proprietário mais recente, coleccionador e distribuidor de fósseis, François Escuillié.

O dinossauro foi baptizado de Halszkaraptor escuilliei em homenagem ao falecido paleontólogo Halszka Osmolska e ao coleccionador Escuillié.

fonte: Sputnik News