segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Feliz Dia das Bruxas - Halloween

O Dia das Bruxas (Halloween é o nome original na língua inglesa) é um evento tradicional e cultural, que ocorre nos países anglo-saxónicos, com especial relevância nos Estados Unidos, Canadá, Irlanda e Reino Unido, tendo como base e origem as celebrações dos antigos povos (não existe referências de onde surgiram essas celebrações).


História

A origem do halloween remonta às tradições dos povos que habitaram a Gália e as ilhas da Grã-Bretanha entre os anos 600 a.C. e 800 d.C., embora com marcadas diferenças em relação às actuais abóboras ou da famosa frase "Gostosuras ou travessuras", exportada pelos Estados Unidos, que popularizaram a comemoração. Originalmente, o halloween não tinha relação com bruxas. Era um festival do calendário celta da Irlanda, o festival de Samhain, celebrado entre 30 de outubro e 2 de novembro e marcava o fim do verão (samhain significa literalmente "fim do verão").


A celebração do Halloween tem duas origens que no percurso da História foram se misturando: Origem Pagã

A origem pagã tem a ver com a celebração celta chamada Samhain, que tinha como objectivo dar culto aos mortos. A invasão das Ilhas Britânicas pelos Romanos (46 A.C.) acabou mesclando a cultura latina com a celta, sendo que esta última acabou minguando com o tempo. Em fins do século II, com a evangelização desses territórios, a religião dos Celtas, chamada druidismo, já tinha desaparecido na maioria das comunidades. Pouco sabemos sobre a religião dos druidas, pois não se escreveu nada sobre ela: tudo era transmitido oralmente de geração para geração. Sabe-se que as festividades do Samhain eram celebradas muito possivelmente entre os dias 5 e 7 de novembro (a meio caminho entre o equinócio de verão e o solstício de inverno). Eram precedidas por uma série de festejos que duravam uma semana, e davam ao ano novo celta. A "festa dos mortos" era uma das suas datas mais importantes, pois celebrava o que para nós seriam "o céu e a terra" (conceitos que só chegaram com o cristianismo). Para os celtas, o lugar dos mortos era um lugar de felicidade perfeita, onde não haveria fome nem dor. A festa era celebrava com ritos presididos pelos sacerdotes druidas, que actuavam como "médiuns" entre as pessoas e os seus antepassados. Dizia-se também que os espíritos dos mortos voltavam nessa data para visitar seus antigos lares e guiar os seus familiares rumo ao outro mundo.Origem Católica

Desde o século IV a Igreja da Síria consagrava um dia para festejar "Todos os Mártires". Três séculos mais tarde o Papa Bonifácio IV († 615) transformou um templo romano dedicado a todos os deuses (Panteão) num templo cristão e o dedicou a "Todos os Santos", a todos os que nos precederam na fé. A festa em honra de Todos os Santos, inicialmente era celebrada no dia 13 de maio, mas o Papa Gregório III († 741) mudou a data para 1º de novembro, que era o dia da dedicação da capela de Todos os Santos na Basílica de São Pedro, em Roma. Mais tarde, no ano de 840, o Papa Gregório IV ordenou que a festa de Todos os Santos fosse celebrada universalmente. Como festa grande, esta também ganhou a sua celebração vespertina ou vigília, que prepara a festa no dia anterior (31 de outubro). Na tradução para o inglês, essa vigília era chamada All Hallow’s Eve (Vigília de Todos os Santos), passando depois pelas formas All Hallowed Eve e "All Hallow Een" até chegar à palavra actual "Halloween".


Surfista americano atacado por tubarão corre risco de vida


Um surfista da Califórnia ficou sábado ferido, aparentemente correr risco de vida, quando pouco depois de entrar na água foi atacado por um tubarão que o mordeu no pescoço e no braço.

Eric Tarantino foi atacado cerca das 7 horas locais, minutos depois de ter entrado nas águas da praia Marina State com um amigo para surfarem, revelou o Monterey Harald.

O tubarão terá mordido o jovem surfista de 27 anos no pescoço e no braço e destruiu parcialmente a prancha de surf.

Eric Tarantino foi ajudado pelo amigo Brandon McKibben a sair da água enquanto outros surfistas usavam toalhas para tentar estancar a hemorragia e o levaram para um pequeno aeroporto local onde foi transferido para o Centro Médico de São José.

O estado de saúde do surfista não foi revelado imediatamente, mas uma responsável local salientou que os ferimentos não pareciam colocar a vida do jovem em risco.

As autoridades vão agora colocar avisos da presença do tubarão ao longo da praia e estão a desaconselhar surfistas e veraneantes a entrar nas águas nos próximos dias.


Pitão gigante encontrada a comer veado na Florida




Pitão birmanesa tinha 4.88 metros

Uma pitão birmanesa, de 4,88 metros, foi encontrada, esta quinta-feira, num parque nacional da Florida, nos EUA, a comer um veado adulto.

Os cientistas acreditam que a serpente perseguiu o veado durante algum tempo e que acabou por apanhá-lo quando este parou para beber água.

Estas serpentes não são naturais dos Everglades, mas têm sido encontradas mais frequentemente porque as pessoas que as adquirem como animais de estimação, as abandonam quando começam a crescer.

Segundo Scott Hardin, coordenador de espécies exóticas do parque nacional dos Everglades, esta é a primeira vez que uma serpente desta espécie se alimenta de um animal tão grande, já que geralmente se alimentam apenas de pássaros e pequenos crocodilos.

fonte: JN 

Homem mais velho da Europa faz 111 anos


O belga Jan Goossenaerts, que faz este sábado 111 anos, atribui a sua longevidade a trabalhar muito, descansar pouco e pôr muita marmelada nas torradas.

O homem mais velho da Europa e o terceiro do mundo, o belga Jan Goossenaerts, faz hoje 111 anos, um aniversário que vai celebrar com toda a tranquilidade.

Depois de ter festejado com toda a pompa e circunstância os seus 110 anos, Goossenaerts prefere passar este aniversário tranquilo e longe das câmaras e microfones.

"Já disse tudo no ano passado", disse ao jornal "Gazet Van Antwerpen", a quem recordou que atribui a sua longevidade a trabalhar muito, descansar pouco e pôr muita marmelada nas torradas.

Goossenaerts nasceu em 1900 em Essen, uma pequena cidade no extremo norte do país, e reformou-se em 1965 do seu trabalho como pedreiro.

Casou-se em 1930 com Catharina Van Meel, que faleceu em 1997, e ambos tiveram cinco filhos, dois dos quais morreram no ano passado.

O presidente da região de Flandes, Kris Peeters, esteve presente na comemoração dos seus 110 anos e juntos plantaram uma árvore.

Segundo indica hoje a imprensa belga, há no mundo 82 "supercentenários" com mais de 110 anos: 77 mulheres e cinco homens.

A pessoa mais velha em Portugal chama-se Felícia Bento, nasceu a 13 de abril de 1901 e tem 110 anos.

fonte: Expresso

Danica simboliza nascimento do ser humano 7.000 milhões


Os países do mundo estão a fazer crescer a população do planeta até aos 7.000 milhões, organizando cerimónias comemorativas após o nascimento de bebés que simbolizam o marco histórico.

As Filipinas já comemoravam o nascimento de Danica Maio Camacho, simbolicamente designada como representante do cidadão 7.000 milhões, depois do parto que aconteceu domingo dois minutos antes da meia noite, um período tão curto que os médicos dizem que pode ser considerado um nascimento na segunda-feira.

Enquanto os especialistas não conseguem determinar com precisão onde nasceu, ou vai nascer, o cidadão 7.000 milhões, as Nações Unidas aproveitam o dia de hoje para marcar simbolicamente o acontecimento.

"Parece tão amorosa", foram as palavras da mãe Camille Galura enquanto embalava a filha recém-nascida.

Vários países do mundo assinalam simbolicamente o cidadão 7.000 milhões.

fonte: DN

Nave para a primeira acoplagem espacial lançada terça-feira


A China anunciou hoje que vai lançar na próxima terça-feira uma nave espacial para tentar a primeira acoplagem com um laboratório que se encontra em órbita há cerca de um mês.

A experiência será o embrião da primeira estação espacial chinesa, numa proeza tecnológica até agora conseguida apenas pelos Estados Unidos e a Rússia.

A nave será lançada às 05:58 (hora local), cerca de uma hora antes do sol nascer, da base de Jiuquan, na província de Gansu, noroeste da China, disse um porta-voz do programa espacial chinês.

Trata-se da Shenzhou-8, que irá acoplar com o laboratório espacial Tiangong-1, lançado no passado dia 29 de Setembro, e que se encontra numa órbita situada a 343 quilómetros da Terra.

A acoplagem deverá ocorrer dois dias após o lançamento da Shenzhou-8, precisou a porta-voz, Wu Ping.

Entretanto, duas missões tripuladas já começaram a preparar-se para a mesma operação, em 2012, quando a China tenciona lançar a Shenzhou-9 e a Shenzhou-10.

Os membros da tripulação já foram seleccionados e estão a treinar os procedimentos manuais para a acoplagem, indicou Wu Ping numa conferência de imprensa no Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan.

Se tudo correr como programado, a primeira estação espacial chinesa estará operacional em 2020.

Até agora, apenas os Estados Unidos e a Rússia conseguiram dominar esta tecnologia, e o Japão e a União Europa têm recorrido àqueles dois países para acoplar à Estação Espacial Internacional que se encontra em órbita.

O Tiangong-1 (Palácio Celestial), previsto para operar durante dois anos, pesa 8,5 toneladas e tem 10,4 metros de altura e um diâmetro máximo de 3,35 metros.

Nesse período, a China deverá também lançar as suas primeiras mulheres astronautas.

O primeiro astronauta chinês, Yang Liwei, foi para o espaço em outubro de 2003 e cinco anos depois, o seu compatriota Zhai Zhigang saiu da nave e efetuou o primeiro passeio espacial.

fonte: DN

Foguetão russo entrou em órbita rumo à ISS


Um fogetão russo foi lançado hoje com sucesso para a estação espacial internacional (ISS), aliviando preocupações sobre o futuro da estrutura depois de um lançamento anterior falhado.

O porta-voz da missão, Valery Lyndin, disse que o foguetão não tripulado Progress M-13M descolou hoje como previsto cerca das 02:11 de Moscovo (10:11 em Lisboa) da base de Baikonur, no Cazaquistão, entrou em órbita com sucesso e deverá atracar na quarta-feira na estação espacial.

Uma falha no lançamento de um foguetão em agosto lançou dúvidas sobre o futuro da espação espacial já que os foguetões russos são a única ligação à estação depois de os norteamericanos da NASA terem cancelado em Julho o programa de vaivéns.

fonte: DN

Boeing vai produzir naves espaciais de passageiros


Os dois Space Shuttles, Endeavour e Discovery, no Centro Espacial Kennedy, da NASA, na Florida

O fabricante aeronáutico norte-americano Boeing vai usar as instalações da NASA, na Florida, para produzir novas aeronaves espaciais comerciais de transporte de passageiros, segundo um acordo divulgado hoje pelas duas empresas.

O acordo vai permitir à Boeing a utilização dos hangares da agência espacial americana e o Centro Kennedy, na Florida, e criar 550 postos de trabalho durante os próximos quatro anos, adiantou a NASA em comunicado.

O objectivo do programa de transporte comercial da NASA é desenvolver novos veículos aeronáuticos para levar passageiros de e para a Estação Espacial Internacional (EEI) de uma forma "segura, fiável e rentável".

A partir de hoje, a Boeing vai desenvolver uma cápsula reutilizável para transportar para o espaço até ao máximo de sete pessoas ou uma combinação de pessoas e carga.

"Não devemos abrandar a busca de uma nova geração de exploração espacial", disse, em comunicado, Charles Boden, director da agência espacial americana.

Em Abril, a NASA anunciou acordos com quatro empresas que receberam entre 22 e 92 milhões de dólares (entre 15 e 65 milhões de euros) para desenvolver o transporte espacial, desenhar novos veículos de lançamento e novas naves espaciais.

As selecionadas foram a Boeing, que receberá 92,3 milhões de dólares, a Sierra Nevada Corporation, com 80 milhões, a SpaceX, com 75 milhões e a Blue Origin, com 22 milhões.

fonte: DN

domingo, 30 de outubro de 2011

China: "Um casal, um filho" e muitos problemas


O cidadão 7.000.000.000, cujo nascimento está anunciado para a próxima segunda-feira, já teria nascido há cinco anos se a China não tivesse imposto à sua população a política de "um casal um filho", realçam demografos chineses.

Pelas contas do governo chinês, o drástico controlo da natalidade imposto há três décadas impediu cerca de 400 milhões de nascimentos e se não tivesse sido aplicado, em vez de 1,340 milhões de habitantes - o número apurado no final de 2010 - o país já teria ultrapassado os 1.700 milhões.

O "efectivo controlo" do crescimento populacional "aliviou a pressão sobre os recursos e o ambiente e criou uma base relativamente sólida para o firme e rápido desenvolvimento económico e social da China", disse o diretor do Gabinete Nacional de Estatísticas, Ma Jiantang, ao apresentar os resultados do último Censo.

Tibetanos, mongóis, uigures e as outras 52 minorias étnicas do país, que no conjunto representam oito por cento da população, estão isentas de seguir a política de "um casal, um filho".

O contributo chinês para atrasar a "sobrepopulação do planeta", tema muito destacado nos últimos dias pela imprensa oficial, teve, contudo, um elevado preço e segundo alguns analistas, aquela política é "uma bomba de relógio demográfico".

Em 2010, a China tornou-se a segunda maior economia do mundo, ultrapassando o Japão, mas o seu Produto Interno Bruto per capita ronda apenas os 4.500 dólares - menos do que Cabo Verde, por exemplo.

Ao contrário do que aconteceu na Europa e no Japão, a China começou a envelhecer antes de se tornar rica.

Os chineses com mais de 60 anos (a idade da reforma) já representam 13,2 por cento da população, apenas menos 3,3 pontos dos que têm menos de 14 anos, e em 2050, a percentagem chegará a 34 por cento - mais de um terço!

O país onde vive hoje 19 por cento da humanidade terá então um quarto de toda a terceira idade do planeta e a sua população ativa descerá para 750 milhões, quase menos 200 milhões do que em 2011.

Alem de abortos e esterilizações forçadas, denunciadas nomeadamente pelo advogado Chen Guangcheng, a imposição da política de "um casal, um filho" provocou uma acentuada diferença entre o número de homens e de mulheres.

Dada a tradicional preferência por filhos do sexo masculino, os únicos que perpetuam o apelido da família e apoiam os pais na velhice, muitos casais interrompem a gravidez se o feto for do sexo feminino.

Oficialmente, por cada 100 raparigas nascem 118 rapazes, quando o ratio considerado normal é de 103 para 107, e dentro de poucos anos, haverá mais vinte milhões de homens do que mulheres.

O "egoísmo" ou "ultra-individualismo" detectado entre os mais de cem milhões de filhos únicos nascidos entretanto na China - "pequenos imperadores", que cresceram rodeados da atenção dos pais e avós - é outra "preocupação social".

De acordo com a lei, um casal em que os dois cônjuges são filhos únicos poderá ter um segundo filho, mas muitos dizem que não querem ter nenhum.

fonte: DN

A ciência da morte: 10 histórias que vem dos túmulos e além


A ciência também pode ser macabra. Arqueólogos e cientistas forenses descobrem rotineiramente provas de todos os tipos de horrores: ossos roídos por canibais pré-históricos, túmulos de crianças assassinadas, transformações que o tempo traz. Ainda temos insectos zumbis, os mortos-vivos da própria natureza, e a neurologia da decapitação e de experiências de quase morte. Confira uma seleção de algumas das histórias mais mórbidas da ciência:


1 – PRAGA VAMPIRESCA


Não há nada como a arqueologia para desenterrar contos antigos de doença, morte e tormento. Esta descoberta particular, do crânio de uma mulher com uma pedra enfiada em sua boca, foi feita entre as vítimas de uma praga do século XVI na ilha veneziana de Lazzaretto Nuovo.

Em 1576, a peste veneziana matou até 50 mil pessoas. Sem o benefício da ciência, as pessoas encontravam outras explicações para essas mortes, inclusive vampiros. Coveiros acreditavam que essa mulher estava entre esses seres sobrenaturais, e colocaram a pedra em sua boca. 


2 – MATANDO MUITOS BEBÉS


Em 1912, escavadeiras num campo inglês desenterraram os restos mortais de dezenas de bebés – o número exato não está claro – que morreram ao nascer e foram enterrados no chão de uma antiga vila romana, cerca de 1800 anos atrás.

Esses restos, em seguida, desapareceram por quase um século até que um arqueólogo os redescobriu embalados em caixas que antes continham cigarros e cartuchos de arma num arquivo de um museu. Uma análise de 35 dos restos revelou que a maioria tinha 38 a 40 semanas de idade na época da morte – um padrão que sugere infanticídio. Quem poderia ter matado tantas crianças e por quê?


3 – AS PÉROLAS DO TEMPO


Após a morte, uma nova história começa: a decomposição. Mas isso pode dar algumas voltas estranhas, como arqueólogos e cientistas forenses sabem bem. Sob certas condições, a gordura em tecidos moles do corpo se transforma num “sabão”, uma substância chamada adipocera, que age como um conservante.

Em 1997, um cadáver sem cabeça envolto em adipocera e polvilhado com um mineral azul apareceu flutuando numa baía do lago Brienz, na Suíça. No início, o investigador Michael Thali achou que a pessoa estava morta há alguns meses ou possivelmente anos. Depois de se livrar da adipocera, ele e seus colegas descobriram órgãos preservados, incluindo um trato digestivo contendo caroços de cereja. Após examinar os restos mortais, eles concluíram que o corpo era um homem que viveu à 300 anos atrás.


4 – FORMIGAS ZUMBIS


Além dos mortos, existem os mortos-vivos, neste caso, os zumbis da própria natureza: formigas infectadas por um certo fungo podem ser comandadas por ele.

O fungo as direcciona para a sua destruição, para depois poder espalhar seus esporos. Os cientistas identificaram várias espécies do fungo zumbi, que usa produtos químicos para controlar as formigas.

Após infectar uma formiga, o fungo faz com que ela deixe a sua colõnia e morda uma folha com uma última “mordida da morte” que mantém a formiga no local para que o fungo cresça uma haste para fora de sua cabeça para enviar esporos.


5 – LAGARTAS ZUMBIS


Desta vez, o fazedor de zumbis é um único gene num vírus. Uma espécie de baculovírus que infecta mariposas só assume o controle das lagartas, as impede de se transformar e as “manda” subir árvores.

Uma vez no alto das folhas das árvores, as lagartas morrem, gotejando partículas do vírus de volta para folhas onde novas lagartas podem se contaminar. Uma experiência mostrou que lagartas infectadas com um vírus sem o gene especial não subiam em árvores antes de morrer.


6 – MATEMATICAMENTE MORTOS


Um professor de física céptico, Costas Efthimiou, quis refutar a existência de vampiros e, para isso, bastou apenas um cálculo.

Segundo ele, havia 536.870.911 seres humanos em 1 de janeiro de 1600. Supondo que o primeiro vampiro surgiu naquele dia, e que ele mordeu uma pessoa por mês, transformando-a num vampiro, teria havido dois vampiros em 1 de fevereiro daquele ano, e, então, em 1 de março, quatro vampiros, e assim por diante. Se o vampirismo se espalhasse desse jeito, levaria apenas dois anos e meio para converter toda a população humana em vampiros, com ninguém mais para se alimentar. Impossível.


7 – SUAS CHANCES DE MORRER


Recentes desastres naturais receberam muita atenção, com o devastador tsunami que atingiu o Japão em março de 2011 sendo o principal deles. Sendo assim, está a morrer de medo do fim dos tempos.

Não se preocupe: é mais provável que você se mate do que que morra num desastre natural. Então, se você precisa de algo para mantê-lo assustado à noite, as probabilidades dizem que você deve se preocupar mais com doenças cardíacas e cancro, e não tsunamis e impactos de asteroides.


8 – EXPERIÊNCIAS DE QUASE MORTE


Todo mundo conhece alguém que diz ter tido uma experiência de quase morte. Agora, a ciência está a começar a explicar como nosso cérebro cria essas experiências.

Por exemplo, pesquisas já descobriram que experiências fora do corpo podem ser criadas através da estimulação da junção temporoparietal direita do cérebro. Isto sugere que experiências fora do corpo estão relacionadas a uma falha em integrar informações sensoriais do corpo nesta parte do cérebro.


9 – VIDA APÓS DECAPITAÇÃO


A actividade eléctrica no cérebro de ratos morre cerca de 17 segundos após eles serem decapitados.

Uma nova pesquisa descobriu, no entanto, que cerca de um minuto depois, uma onda grande e lenta de descarga eléctrica surge através do cérebro dos ratos.

Alguns investigadores interpretaram isso como um sinal de morte cerebral irreversível. Já outros argumentam que, mesmo após essa onda final, as células cerebrais ainda poderiam, em teoria, serem reanimadas. Como assim?


10 – ALGO (OU ALGUÉM) PRA MASTIGAR


Investigadores pediram a europeus e africanos que roessem ossos de porco e de carneiro. Em seguida, eles estudaram as marcas dos dentes, e as compararam com marcas semelhantes em ossos encontrados em sítios pré-históricos na Inglaterra e na Espanha.

Os resultados sugerem que os humanos pré-históricos podem ter respondido a uma falta de nutrição com canibalismo. Com a população moderna a crescer tanto, vai saber se não se chega nossa vez também…

fonte: HypeScience

Formas radicais de salvar a pele de pessoas desfiguradas


Com os avanços na medicina e nas tecnologias, as técnicas para conservar, reconstruir e regenerar a pele tem melhorado muito na última década, permitindo que pessoas terrivelmente desfiguradas por acidentes ou problemas genéticos possam ter mais qualidade de vida.

Conheça três tipos de cirurgias e tratamentos que melhoraram muito a vida de pessoas com sérios problemas de pele:

Homem árvore

O pescador Dede Koswara, que ficou conhecido como “Homem Árvore” depois de aparecer na Discovery Channel, tinha algo parecido com raízes de árvores nas mãos e nos pés.

As estranhas verrugas cresceram numa velocidade de cinco milímetros por mês, e foram causadas por um defeito genético único, que fez com que o seu corpo respondesse de uma forma extraordinária ao vírus do papiloma humano (VPH). Essa doença é conhecida por causar verrugas, mas na maioria das pessoas elas permanecem pequenas.

Médicos indonésios cortaram 6,3 quilos dessas verrugas das mãos e pés do pescador. No entanto, a operação não curou o Homem Árvore: algumas das “raízes” voltaram.

Transplantes de rosto

Seis anos atrás, cirurgiões franceses realizaram o primeiro transplante parcial de rosto em Isabelle Dinoire, que tinha sido desfigurada depois de um ataque de seu cão. Um triângulo de tecido facial, incluindo nariz e boca, foi retirado de um doador com morte cerebral e enxertado no rosto de Isabelle.

Três anos depois, Pascal Coler – que tinha muitos tumores faciais causados por um distúrbio genético – foi operado, no primeiro transplante completo de face de sucesso.

Na operação de 16 horas, os cirurgiões substituíram quase todo o rosto Coler por o de um doador. “A operação revolucionou a minha vida”, afirmou Coler, mais tarde.

Queimaduras curadas com células-tronco

Médicos americanos desenvolveram um método extraordinário para ajudar vítimas de queimaduras. A técnica consiste em aplicações, em forma da pulverização, de células-tronco tiradas do próprio paciente nas áreas lesionadas.

As células-tronco são colhidas a partir de um pequeno pedaço de pele saudável, colocadas numa solução e pulverizadas de volta na área queimadura.

É como se fosse feita uma pintura na pele, feita a partir de um aparelho sofisticado. Matthew Uram, um policia da Pensilvânia, EUA, foi um dos pacientes da técnica, depois de ter tido o corpo queimado com gasolina. “Eles fizeram isso numa sexta-feira, e na segunda-feira eu estava completamente curado”, afirmou ele. 

fonte: HypeScience

Cientista recebe €300.000 para fazer hambúrguer em laboratório


Universidade de Maastricht, Holanda. Durante os próximos 12 meses deverá ser aqui produzido o primeiro hambúrguer criado em laboratório


MARK POST EXPLICA COMO É POSSÍVEL PRODUZIR CARNE EM LABORATÓRIO

Será, certamente, o hambúrguer mais caro do mundo, mas se tudo correr conforme previsto advinha-se uma revolução na produção de carne, uma das grandes responsáveis pela emissão de gases com efeito de estufa para a atmosfera.

O professor Mark Post, da Universidade de Maastricht, na Holanda, recebeu €300.000 para produzir em laboratório, nos próximos 12 meses, um hambúrguer a partir de células estaminais. Se tudo correr conforme o previsto, poderá vir a caminho uma revolução na indústria agropecuária e alimentar.

"Queremos transferir a produção de carne da agricultura para a indústria", disse Mark Post em entrevista à BBC .

Mas Mark Post não foi o primeiro a sonhar com a produção de carne em laboratório. Em meados do século XX, o holandês Willem van Eelen, à época estudante de Medicina - equacionou a possibilidade de produzir carne através de células estaminais, ou seja, sem ter de matar animais.

As células estaminais têm a capacidade de se autorreproduzirem dando origem a tecidos específicos, como por exemplo músculos.

Números 18%

Percentagem dos gases com efeitos de estufa emitidos para a atmosfera relacionados com a produção animal. Segundo as Nações Unidas, o consumo de carne deverá duplicar até 2050.

Sem que tenha conseguido avanços significativos, Willem van Eelen acabou por registar, em 1999, uma patente com a ideia, despertando, lentamente, a comunidade científica para esta possibilidade.

Filete de peixe-dourado

Em 2002, conta a BBC, a Agência Espacial norte-americana (NASA) financiou um projeto liderado por Morris Benjaminson, do Touro College em Nova Iorque, em que o objetivo era fabricar carne a partir de células dos músculos. O que a NASA pretendia na verdade, era descobrir uma forma de alimentar os astronautas durante longas viagens espaciais, como por exemplo, numa missão a Marte.

Morris Benjaminson conseguiu, a partir de células de um peixe-dourado, produzir um filete que chegou a ser marinado em alho, limão e pimenta e depois frito em azeite. Um painel de especialistas inspecionou o alimento mas não pôde prová-lo, já que a lei norte-americana proíbe o consumo de produtos experimentais.

Quando a NASA percebeu que haveria formas mais baratas de alimentar os astronautas, cortou o financiamento a Morris Benjaminson.

Mecenas paga hambúrguer

Desde 2005 que Mark Post tem contado com o apoio do Governo holandês para desenvolver as suas pesquisas. Até ao momento já recebeu €2 milhões que investiu numa série de projetos científicos.

Estudou, por exemplo, como é que células estaminais embrionárias se poderiam transformar em células dos músculos e, posteriormente, como é que o músculo poderia crescer. Finalmente, tentou perceber de que forma se poderia criar um bife num laboratório. Mas o financiamento foi, entretanto, suspenso e os projetos pararam quase por completo.

Mas no início deste ano, um mecenas que exigiu o anonimato contactou Mark Post e propôs-lhe pagar a produção de um hambúrguer de carne de porco.

"Será, muito provavelmente, o hambúrguer mais caro do mundo", graceja o cientista, que espera ver a sua obra cozinhada pelo popular chefe de cozinha Jamie Oliver.

fonte: Expresso

Nokia demonstra ecrã flexível


No Nokia World, a empresa finlandesa demonstrou um dispositivo móvel com ecrã tátil e flexível. Os pormenores já a seguir.

Chama-se, por enquanto, Nokia Kinetic Device e é uma demonstração do que poderá ser um futuro telemóvel flexível. Apesar de esta tecnologia ainda estar numa fase inicial de desenvolvimento, o aparelho da Nokia já é capaz de realizar funções de acordo com as torções impostas pelo utilizador ao dispositivo. Por exemplo, fletir para dentro e para fora permite ampliar ou diminuir as imagens. Torcer as extremidades em sentidos opostos faz percorrer listagens, como é o caso das bibliotecas de música.

De acordo com a Cnet , site que publicou este vídeo, os responsáveis da Nokia não indicaram qualquer data de lançamento desta tecnologia no mercado, até porque ainda estão a considerar quais as aplicações que este tipo de ecrãs flexíveis podem ter.


Aviões comerciais não tripulados podem ser resposta britânica à concorrência


Uma das ideias é aumentar a eficiência no consumo de combustível através de formações em V (Foto: Institution of Mechanical Engineers)

A inovação científica é o caminho apontado pelo Instituto de Engenharia Mecânica (IEM) do Reino Unido para o sector britânico da aviação manter a supremacia sobre a concorrência cada vez mais forte de economias em expansão – da China, Índia e Brasil. Os especialistas acreditam que a resposta está nos projectos de vanguarda, como aviões comerciais não pilotados e voos alimentados a energia solar.

As propostas integram o mais recente relatório daquele instituto, dirigido ao Governo britânico e aos agentes do sector. O IEM propõe um planeamento estratégico para o espaço aéreo, que passa por apostar em iniciativas inovadoras e “realizáveis” ao longo dos próximos 50 anos, caso as sugestões agora feitas sejam seguidas. Os especialistas dizem basear-se na tecnologia hoje disponível para avançarem esse intervalo.

“A indústria e o Governo deveriam acordar uma visão estratégica para investir no sector da aviação.” É esta a primeira recomendação do relatório, que sublinha a importância do espaço aéreo na economia britânica. Isto porque, apesar de os países emergentes estarem a ganhar quota de mercado, o Reino Unido continua a ser o segundo maior fabricante do mundo neste sector.

Os especialistas do IEM entendem que, não podendo competir com os baixos custos de produção daqueles países, os britânicos devem apostar na inovação para manter a sua posição de liderança no mercado. É essa a “visão estratégica” de que falam. Mas é também um alerta para a estagnação do investimento que a investigação nesta área tem sofrido devido à crise financeira internacional.

A segunda recomendação pretende contrariar directamente essa tendência: “O Reino Unido deve criar um centro de investigação em tecnologias aeroespaciais avançadas”. É aí que se construiriam os projectos de vanguarda que fariam o futuro da aviação internacional. Os aviões comerciais não pilotados são apenas um exemplo, que aproveitam o trabalho já desenvolvido na aviação militar. Não é o mais ambicioso.

O porvir das viagens pelo ar pode ser, de acordo com o relatório do IEM, bem mais vistoso. Uma das ideias avançadas é a possibilidade de os aviões poderem começar a voar em grupos, numa formação em V, para reduzir o atrito e aumentar a eficiência no consumo de combustível (ver vídeo abaixo). Outra ideia: o avião passar a gerar energia durante o voo, a partir de fontes verdes como o Sol e células de hidrogénio.

Uma aeronave gigante que transporte aviões mais pequenos, que seriam largados da “nave-mãe” mais perto dos locais de destino dos passageiros é, observa a BBC, “talvez a ideia mais radical” a constar do relatório. Philippa Oldham, uma das responsáveis pelo documento, assegura “há investigação em engenharia que demonstra que estas tecnologias são viáveis”, mesmo parecendo “fantasiosas”.

“Estas aeronaves seriam caras, mas é importante lembrar que estes desenvolvimentos trazem emprego e investimento de volta ao Reino Unido”, acrescentou, em declarações à estação de televisão britânica. A terceira recomendação do instituto é, assim, que o Governo “recupere o apoio [financeiro] à investigação e desenvolvimento para os níveis anteriores à recessão económica”.

“O sector aeroespacial britânico emprega mais de 100 mil pessoas em todo o país e vale anualmente mais de 29 mil milhões de libras [cerca de 33,4 mil milhões de euros] para a nossa economia, mas é preciso agir agora para garantir que este sector possa continuar a crescer e a prosperar”, acrescentou o presidente executivo do IEM, Stephen Tetlow, também citado pela BBC.

fonte: Público

Surfista atacado por tubarão em praia da Califórnia


Um surfista da Califórnia ficou sábado ferido, aparentemente correr risco de vida, quando pouco depois de entrar na água foi atacado por um tubarão que o mordeu no pescoço e no braço.

Eric Tarantino foi atacado cerca das 07:00 locais, minutos depois de ter entrado nas águas da praia Marina State com um amigo para surfarem, revelou o Monterey Harald.

O tubarão terá mordido o jovem surfista de 27 anos no pescoço e no braço e destruiu parcialmente a prancha de surf.

Eric Tarantino foi ajudado pelo amigo Brandon McKibben a sair da água enquanto outros surfistas usavam toalhas para tentar estancar a hemorragia e o levaram para um pequeno aeroporto local onde foi transferido para o Centro Médico de São José.

O estado de saúde do surfista não foi revelado imediatamente, mas uma responsável local salientou que os ferimentos não pareciam colocar a vida do jovem em risco.

As autoridades vão agora colocar avisos da presença do tubarão ao longo da praia e estão a desaconselhar surfistas e veraneantes a entrar nas águas nos próximos dias.

fonte: DN

sábado, 29 de outubro de 2011

Cientistas dizem ter provado que ETs são produto da imaginação


Investigadores americanos conduziram as primeiras experiências que, segundo eles, conseguiram provar que os chamados encontros imediatos com ovnis e extraterrestres são produtos da mente humana. O estudo, não refuta a existência de vida em outros planetas, apenas levanta uma dúvida convincente sobre as abduções relatadas pelas pessoas.

Através de uma pesquisa do Out-Of-Body Experience Research Center, localizado em Los Angeles, Estados Unidos, 20 voluntários foram instruídos a realizar uma série de processos mentais antes de dormir, entre esses processos, os cientistas os orientaram a usar a técnica do sonho lúcido (técnica que permite que o sonhador controle e interaja livremente com seus conteúdos oníricos). A partir daí, os estimularam a entrar em contacto com "alienígenas" - tudo isso para que eles acreditassem que poderiam de facto ter experiências directas com seres originados de um planeta além do nosso.

De acordo com o investigador Michael Raduga, o resultado foi esclarecedor: mais da metade dos voluntários que disseram capazes de fazer contacto com ovnis ou extraterrestres durante seus sonhos. O problema é que muitos acreditam na factualidade de sonhos desse tipo e passam a afirmar que viram ou foram abduzidos por organismo extraterreno.

Raduga projectou a experiência para testar sua teoria de que muitos relatos de encontros alienígenas são realmente produtos mentais de pessoas que vivem num estado próximo da alienação, estado de distanciamento da realidade.

Para ele e para seu grupo de trabalho, as experiências compravam que os comuns relatos de encontros entre humanos e seres de outros planetas são apenas um produto da nossa imaginação - como muitos já supunham previamente. "Quando as pessoas experimentam abduções alienígenas durante a noite, eles normalmente não sabem que estão no sono REM, e confundem produtos da imaginação com a realidade", disse Raduga.

Segundo o site Life's Little Mysteries, é estimado que 1 milhão de americanos têm experiências como essas a cada ano. Não se sabe ao certo quantos relatos semelhantes são registados ao redor do mundo durante o mesmo período.

Raduga diz: "Acontecimentos dessa natureza podem parecer realistas e muitas pessoas não conseguem entender como isso acontece. Nosso estudo mostra que tais ocorrências nada tem a ver com alienígenas, mas sim com as impressionantes habilidades mentais humanas."

Um dos voluntários da pesquisa de Radunga, o qual, assim como os outros, foi estimulado a sonhar que era possível contactar alienígenas, identificado como Alexander N., disse que durante as experiências encontrou três aliens que se materializaram diante de seus olhos. "Eles pareciam mais como criaturas do filme The Thing, de John Carpenter (em português, O Enigma de Outro Mundo, filme de 1982). "Eles não queriam fazer contacto comigo coisa nenhum, queriam me assustar. Acabei ficando assustado e acordei", disse.

Raduga planeia publicar os resultados de suas recentes experiências e realizar mais estudos sobre a capacidade dos humanos em fabricar e acreditar que encontros com alienígenas são reais.

fonte: Terra

Avistamento de OVNI perto da cidade de Gagarin na Rússia


Seis aviões de passageiros relataram o avistamento de um OVNI perto de uma cidade com o nome de Yuri Gagarin, o primeiro homem no espaço.

O piloto de um voo de Londres para Moscou informou o avistamento de "um objecto em chamas", seguido por um rasto de fumaça que viajava a alta velocidade sobre Gagarin, no oeste da Rússia.

Uma hora mais tarde seis misteriosos pontos vermelhos foram vistos no céu, a centenas de quilómetros de distância, na Sibéria.

O Ministério da Defesa russo negou qualquer lançamento de mísseis ou outros artefactos militares na vizinhança de Gagarin por volta das 19h30, hora local, na quinta-feira. O avistamento Siberiano ocorreu às 23h30 na mesma noite.

Andrey Filipov, uma das testemunhas, disse: "Saía de um supermercado com a minha filha, quando eu vi seis pontos vermelhos em movimento no céu".

"Primeiro, eles cruzaram de oeste para leste, então um deles voou separadamente, e os outros ficaram parados quase no mesmo lugar."

fonte: The Sun

'Arquitetos' usaram medida de 83 cm para erguer pirâmides no México


As pirâmides do Sol, da Lua e de Quetzalcoat, provavelmente erguidas por indígenas na cidade de Teotihuacán, no México, foram construídas com base na medida numérica de 83 centímetros, anunciou o Instituto Nacional de Antropologia e História do país nesta quinta-feira.

No passado, Teotihuacán avançava por uma área de 20 km quadrados, onde viviam cerca de cem mil pessoas. Era tão majestosa e grande, que se comparava a Constantinopla e Alexandria. Até hoje não se sabe quem a construiu e muito menos por que os moradores a abandonaram.


Distância entre as esculturas de cabeças de serpentes da pirâmide de Quetzalcoatl segue padrão de 83 cm

O arqueólogo japonês Saburo Sugiyama, da Universidade Estatal de Aichi, no Japão, autor da descoberta explicou: "A base numérica é de 83 centímetros. Multiplicado por quatro ou múltiplos de quatro, esse é o valor que se repete constantemente nas medidas das edificações desse sítio pré-hispânico."

Sugiyama acrescentou que a balaustrada, a escada e a distância entre as esculturas de cabeças de serpentes da pirâmide de Quetzalcoatl possuem essa mesma medida.

O arqueólogo estudou ainda a pirâmide da Lua no período entre 1998 e 2004. O local era um templo sagrado onde se realizavam cerimónias relacionadas a movimentos celestes, o renascimento do dia e a dualidade fogo e água.

Em alguns níveis da pirâmide, ele encontrou ossadas humanas em posição de lótus, um indicativo de que se tratava de pessoas de uma classe social mais elevada.

Havia também um enterro coletivo com ossos de mais de 50 animais - 18 que pertenceram a éguas, 13 a felinos de grande porte, 10 lobos e o resto de serpentes e coelhos.

Doze esqueletos humanos estavam com as mãos amarradas, sendo dez deles decapitados e colocados um em cima do outro, além de outros dois com ornamentos e vestimentas que indicam o autossacrifício.

fonte: Folha.com

'Archaeopteryx' retoma posto de primeiro pássaro, afirma estudo


O posto de primeiro pássaro conhecido foi retomado pelo Archaeopteryx , afirma estudo publicado na edição desta quarta-feira do periódico científico “ Biology Letters”, editado pela Royal Society. Em julho último, investigadores encontraram na China o fóssil de uma nova espécie de dinossauro emplumado – baptizado Xiaotingia zhengi - que, segundo eles, forçaria um rearranjo da árvore filogenética dos terópodes, tirando oArchaeopteryxda sua posição de primazia e levando ele e seus parentes para uma família de dinossauros que ainda não seriam aves.

Agora, porém, cientistas liderados por Michael Lee, do Museu do Sul da Austrália, fizeram nova análise da árvore filogenética e recolocaram o Archaeopteryx como o mais antigo ancestral de todos pássaros do mundo. O animal ocupava esta posição desde que um fóssil dele foi encontrado na Alemanha, em 1861, revelando uma combinação de características de répteis e aves.

- O Archaeopteryx é o ícone da paleontologia como o primeiro pássaro, mas uma pletora de descobertas de dinossauros emplumados na China, em particular, tem erodido a distinção do que define uma ave – admite Trevor Worthy, paleontólogo da Universidade da Nova Gales do Sul, na Austrália. - Essa tendência se acentuou quando o Xaiotingia foi analisado recentemente e a análise indicou que o Archaeopteryx teria mudado de categoria. O resultado sensacional foi apresentado e atraiu muita publicidade, mas o fraco suporte estatístico a esta conclusão não recebeu a consideração merecida.

Segundo Worthy, o trabalho dele e de Lee usou um método diferente de análise do normalmente usado pelos morfologistas, mas muito comum em pesquisas de dados moleculares, que deixou claro que o Archaeopteryx é mesmo o mais antigo pássaro com forte probabilidade estatística.

- No nosso trabalho, Lee mostrou com muita clareza que a metodologia é altamente significativa e, antes que um paradigma seja mudado, os dados precisam ser rigorosamente examinados – diz. - Este caso demonstra que métodos de análise múltiplos devem ser usados e apresentar resultados concordantes antes que uma quebra de paradigma seja aceita. E mostra ainda que o Archaeopteryx continua a ser a chave para o entendimento das origens dos pássaros.

fonte: Extra Online

Cientistas decifram manuscrito de 300 anos de sociedade secreta


Manuscrito contém detalhes de sociedade secreta

O código do ''Copiale Cipher'', um estranho manuscrito do século XVIII de 105 páginas contendo mensagens cifradas em forma de símbolos abstratos e caracteres romanos, foi finalmente decifrado com a ajuda de um computador, informou a Universidade da Califórnia do Sul (USC).

O misterioso criptograma, envolto e escrito em papel brocado ouro e verde, revela os rituais e as tendências políticas de uma sociedade secreta estabelecida na Alemanha há 300 anos, assinala um comunicado da instituição em seu site.

Os ritos detalhados no documento que contém 75 mil caracteres indicam que esta sociedade tinha fascínio pelos olhos e a oftalmologia. No entanto, não parece que seus membros tenham sido médicos especializados nesta área.

"Esta decodificação do Copiale abre uma janela para o estudo da história das ideias e das sociedades secretas", afirmou o especialista em informática, Kevin Knight, da Escola de Engenharia da USC, um dos membros da equipa internacional que decifrou o segredo do ''Copiale Cipher''.

"Os historiadores acreditam que as sociedades secretas desempenharam um papel nas revoluções, mas esta hipótese é difícil de apoiar devido ao facto de que um grande número de documentos está encriptado", assinalou Knight.

O ''Copiale Cipher'' foi descoberto na Academia de Berlim Ocidental no final da Guerra Fria e encontra-se actualmente em posse de um colecionador particular. Para decifrar esse código, Knight e suas colegas Beata Megyesi e Christiane Schaefer, da Universidade de Upsala, na Suécia, reescreveram uma versão do texto para que pudesse ser lido pelo computador. Utilizaram para isso um programa de informática criado por Knight.

Depois de ter testado com 80 idiomas, a equipa de criptógrafos deu-se conta de que os caracteres romanos careciam de sentido, destinados somente a enganar eventuais leitores interessados em decifrá-los. As mensagens estavam, de facto, nos símbolos abstratos.

Finalmente, as primeiras palavras que tinham sentido em alemão foram decifradas. Elas dizem: "Cerimónias de Iniciação" seguida por "Secção Secreta". Knight planeia decifrar outras famosas mensagens codificadas, incluindo os criptogramas enviados pelo ''Assassino do Zodíaco'', um assassino em série que agiu entre os anos 1960 e 1970 nos Estados Unidos e que enviou mensagens encriptadas à imprensa e nunca foi preso.

Também quer testar seu programa com a "Kryptos", uma mensagem cifrada entalhada numa escultura na sede da Agência Central de Inteligência (CIA) e no medieval ''Manuscrito Voynich'', considerado um dos mais misteriosos já encontrados.

fonte: terra

Argentinos pescam traíra com 3 olhos comparada a peixe dos 'Simpsons'


GRUPO DE PESCADORES ESTAVA NUMA LAGOA NA PROVÍNCIA DE CÓRDOBA. COMO O PERSONAGEM DO DESENHO, PEIXE FOI PESCADO PRÓXIMO DE CENTRAL NUCLEAR.

Um grupo de pescadores de Córdoba, na Argentina, pescou o que seria uma traíra (Hoplias malabaricus) de três olhos num lago próximo de uma central nuclear de Embalse, segundo mostrou o site latino-americano Infobae na quinta-feira (27).

"Estávamos a pescar de noite e nem percebemos, só quando um de nós o iluminou com a lanterna é que vimos que ele tinha um terceiro olho", relatou Julián Zmutt, um dos pescadores. Ele diz ainda que o episódio deixou a população local em alerta a respeito da central nuclear.

O site argentino brincou a dizer que o peixe de três olhos que aparece no desenho animado "Os Simpsons" é argentino.

No desenho americano, o peixe possui três olhos justamente por causa da proximidade de seu habitat com a central nuclear da cidade, onde Homer Simpson trabalha.



Na semana passada, outro peixe peculiar foi comparado a um desenho animado. O filhote de tubarão com um único olho no centro de sua face encontrado pelo pescador Enrique Lucero León no Golfo da Califórnia foi comparado ao personagem "Mike", da animação "Monstros S/A", segundo reportagem do jornal inglês "The Sun".

fonte: G1

Sismo de magnitude 6,9 na região costeira


Um sismo de magnitude 6,9 na escala de Richter foi registado hoje na região costeira do centro do Peru, informou o Observatório de Geologia dos Estados Unidos (USGS, na sigla em Inglês).

No site deste organismo na Internet adianta-se que o sismo ocorreu às 13:54 locais (19:54 em Lisboa), ao largo da costa, a uma profundidade de 23,9 quilómetros.

A cidade peruana mais próxima é a Ica, na costa, a uma distância de 51 quilómetros do epicentro, com a capital, Lima, situada a 288 quilómetros.

Não há, de momento, quaisquer informações sobre vítimas ou estragos resultantes do forte sismo.

Em 2007, Ica registou um sismo que causou mais de 500 mortos e devastou a cidade.

fonte: DN

Astronauta tem de devolver à NASA câmara usada na Apolo


Mitchell aceitou devolver a câmara de filmar à NASA, que por sua vez a encaminhará para o Museu Nacional do Espaço, em Washington.

O ex-astronauta Edgar Mitchell, que foi processado pela Nasa (Agência Espacial Americana) por tentar vender uma câmara de filmar que usou na Apolo 14 durante a missão à Lua, chegou nesta sexta-feira a um acordo para resolver o caso sem ir a julgamento.

Edgar Mitchell aceitou devolver a câmara de filmar à NASA, que por sua vez a encaminhará para o Museu Nacional do Espaço, em Washington.

O antigo astronauta tentou vender recentemente num leilão a câmara usada na missão espacial da Apolo 14 à Lua em 1971. Mas a NASA colocou-lhe um processo por considerar que aquela câmara lhe pertencia.

O advogado do ex-astronauta chegou a defender que a NASA tinha dado a câmara ao seu cliente nas celebrações dos 40 anos da missão espacial. O equipamento seria leiloado por cerca de 50 mil euros.

Mitchell foi o sexto astronauta a pisar na Lua.

fonte: DN

Repetida experiência dos neutrinos 'mais rápidos que a luz'


O grupo de cientistas que há pouco mais de um mês surpreendeu o mundo ao medir neutrinos (partículas subatómicas) a viajar mais rápido do que a luz vai repetir a experiência, foi hoje divulgado.

A teoria da Relatividade de Einstein proíbe que qualquer elemento se desloque mais depressa do que a luz, pelo que a confirmar-se que os neutrinos ultrapassam esta barreira põe em causa um dos factores basilares de toda a física moderna.

Os investigadores do CERN - o maior laborátório do mundo, sediado na Suíça - vão refazer a experiência com alterações mínimas que, esperam, desfaçam as dúvidas de muitos críticos sobre a metodologia utilizada.

Sergio Bertolucci, director do CERN, disse à BBC que a ideia é utilizar desta vez feixes de neutrinos mais curtos, que permitam identificar exactamente a sua relação com conjuntos de protões medidos no detector OPERA, do acelerador de partículas Large Hadron Collider (LHC).

O físico Matt Strassler, da Universidade de Rutgers, citado pelo jornal britânico Telegraph, explicou como este método deverá clarificar os dados da experiência original. "É como enviar uma série de 'cliques' altos e isolados, em vez que um longo apito. Neste último caso é preciso perceber quando exactamente o apito começa e acaba, enquanto que no primeiro caso assim que se ouve o 'clique' ele já acabou".

fonte: DN

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Asteróide 21 Lutetia parece um planeta primitivo


Análise de dados recolhidos pela sonda Rosetta no ano passado é publicada hoje na revista Science

O 21 Lutetia, o maior asteróide até hoje visitado por uma sonda terrestre, é afinal mais parecido com um astro precursor de um planeta do que com os outros asteróides, que podem ser descritos como amálgamas de rochas e poeiras. Aparentemente, este conservou o seu núcleo interior intacto desde que se formou nos primórdios do sistema solar e poderá por isso dar um novo contributo para o conhecimento desse passado distante.

fonte: DN

MIT cria radar que permite ver através das paredes


Com um conjunto de 21 antenas, investigadores do MIT criaram um radar capaz de detetar, através de uma parede, objetos e seres vivos em movimento. Veja um vídeo que explica a inovação.

Os investigadores recorreram a amplificadores para garantir que os sinais emitidos pelas várias antenas conseguem atravessar uma parede de cimento e regressam ao ponto de emissão com a informação necessária para detetar o que se encontra do outro lado da parede.

Segundo a CNN, o radar opera com frequências na banda S, que conseguem "atravessar" paredes com mais de 20 centímetros de espessura. Para conseguirem distinguir os diferentes objetos ou seres vivos do outro lado da parede, os investigadores norte-americanos usaram filtros que distinguem as frequências das ondas de rádio refletidas pelos diferentes objetos e seres vivos.

Os investigadores do MIT lembram que o protótipo só consegue detetar objetos e animais em movimento que se encontrem a distâncias máximas de cerca de 20 metros. Os objetos podem ser visualizados num ecrã a uma taxa de atualização de 10,8 frames por segundo.

Os investigadores do MIT admitem que o novo radar possa revelar-se uma ferramenta útil para polícias ou militares, mas lembram que esta solução ainda vai ter de ser aperfeiçoada nos próximos tempos.

Nesta página, pode ver um vídeo do MIT que mostra como foi criado o novo radar. 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...