sexta-feira, 10 de abril de 2015

A "verdade" que a Igreja nunca aceitará: Jesus Cristo era pai de família e nunca ressuscitou

A "verdade" que a Igreja nunca aceitará: Jesus Cristo era pai de família e nunca ressuscitou

Um geólogo israelita, Arye Shimron, afirma ter encontrado provas de que Jesus foi casado, teve um filho e que a ressurreição não ocorreu.

Shimron alega ter "confirmado" a autenticidade do túmulo de Jesus, em Jerusalém, onde estarão também os restos mortais de um alegado filho. 

Após fazer mais de 150 testes químicos ao túmulo, o geólogo estabeleceu uma ligação entre o 'James Ossuary' - um túmulo dado a conhecer em 2002 que contém a inscrição 'Tiago, irmão de Jesus, filho de José' - e a suposta sepultura da família de Jesus, na mesma cidade. O geólogo descobriu fragmentos de magnésio, ferro e silício que estavam no ossário de Tiago, que por sua vez combinava com a assinatura química no alegado túmulo de Jesus.

Estas descobertas trouxeram mais uma vez a controvérsia sobre o túmulo no bairro de Talpiot, que foi descoberto em 1980. Alguns especialistas e arqueólogos têm rejeitado a alegação de que o túmulo de Jerusalém está ligado a Jesus.

Arye Shimron acredita que Jesus foi sepultado com outras nove pessoas, entre elas "Judah, filho de Jesus" e a sua mulher, de nome "Maria". A teoria no entanto, não é aceite por todos os especialistas porque os nomes José, Maria e Jesus eram muito comuns na época em causa. No entanto, uma percentagem muito pequena teria tido a mesma combinação de nomes na mesma família.

Estas novas provas científicas não são aceites pela Igreja. A pesquisa pode ter enormes ramificações, uma vez que sugere que Jesus era casado, pai de uma criança e que a ressurreição física não ocorreu. 

O túmulo de Talpiot está agora selado, os ossos lá encontrados estão nas mãos da Autoridade de Antiguidades de Israel. Já o ossário de Tiago foi colocado num local secreto pelo seu proprietário, que mora em Telavive.

fonte: Visão