quinta-feira, 9 de abril de 2015

ALMA descobre "tijolos" da vida num sistema solar em formação


Fotografia © B. Saxton (NRAO/AUI/NSF)

Cientistas observaram moléculas orgânicas complexas em torno de uma estrela onde estão formar-se planetas

E se química necessária à vida estivesse por todo o lado no universo? Nas últimas duas décadas, com a descoberta dos exoplanetas e a confirmação de que eles são a regra e não a exceção - só na Via Láctea, os astrónomos calculam que haja milhões de planetas, muitos com as condições certas para albergar vida -, a pergunta ganhou espaço, e as respostas começam a surgir. Hoje, num artigo publicado na Nature, um grupo de astrofísicos anuncia nova descoberta: pela primeira vez foram identificadas moléculas orgânicas complexas, que estão na base da existência da vida, num disco protoplanetário, isto é, no que será um novo sistema solar dentro de alguns milhões de anos.

As observações foram feitas por um grupo internacional de astrofísicos da Holanda, do Japão e dos Estados Unidos com o telescópio ALMA, inaugurado há dois anos no deserto de Atacama, no Chile, e mostram que o disco de poeiras em torno da jovem estrela MWC 480, na constelação de Touro, contém grandes quantidades de uma molécula orgânica complexa, à base de carbono e cianeto.