terça-feira, 9 de junho de 2015

NASA encontra vidro na superfície de Marte


Os depósitos com vidro (a verde) foram encontrados em crateras de impacto como esta. Fotografia © NASA/JPL-Caltech/JHUAPL/Univ. of Arizona

Os cientistas acreditam que é possível encontrar sinais de vida antiga preservados em depósitos de vidro.

Uma missão da Agência Espacial norte-americana (NASA) encontrou vidro nas crateras de impacto em Marte. Formados durante os impacto, devido às temperaturas muito elevadas, estes depósitos podem funcionar como um janela para o passado do planeta vermelho, acredita a NASA.

Nos últimos anos a investigação tem demonstrado que é possível encontrar sinais de vida preservados em depósitos de vidro encontrados em locais de impactos. Um estudo liderado por Peter Schultz encontrou moléculas orgânicas em vidro formado por um impacto que ocorreu há milhões de anos na Argentina. Schultz avança a possibilidade de o mesmo ocorrer em Marte, caso existisse vida no momento do impacto.

Num estudo publicado na última edição da Geology, Kevin Cannon e Jack Mustard, da Universidade de Brow, mostram, através de dados do Mars Reconnaissance Orbiter (MRO), que há depósitos de vidro em várias crateras muito antigas em Marte.

Para encontrar os depósitos de vidro, os cientista mediram o espetro da luz refletido na superfície do planeta, uma missão difícil porque o vidro não tem um "sinal" especialmente forte.

"Estas áreas podem ser marcadas para exploração em futuras missões enquanto os nossos exploradores robóticos avançam no caminho para os humanos viajarem até Marte depois de 2030", disse Jim Green, diretor do departamento de ciência planetária da NASA.