quinta-feira, 25 de junho de 2015

Pegadas humanas de 13 mil anos atrás são descobertas no Canadá




Primeira pegada foi descoberta no outono passado, às margens da ilha Calvert, 500 km ao noroeste de Vancouver.

Pegadas humanas fossilizadas - que remontam a mais de 13.000 anos e seriam as mais antigas da América do Norte - foram descobertas em uma ilha na costa oeste do Canadá, anunciou uma equipe de arqueólogos na terça-feira. 

A primeira pegada foi descoberta no outono passado (hemisfério norte) em argila, às margens da ilha Calvert, 500 km ao noroeste de Vancouver, informaram os arqueólogos Duncan McLaren e Daryl Fedje, da Universidade de Victoria, na Colúmbia Britânica. 

Uma expedição nessa ilha em maio permitiu a descoberta de 12 pegadas, que seriam, segundo McLaren, de dois adultos e de uma criança reunidos ao redor de uma fogueira. 

Testes de carbono 14 concluíram que essas pegadas datam de 13.200 anos. Novos testes serão necessários, porém, para confirmar esses resultados. 

"Até onde sabemos, seriam as pegadas mais antigas descobertas até hoje na América do Norte", completou. 

Essa descoberta apoiaria uma nova teoria, na qual se afirma que os primeiros habitantes da América do Norte povoaram o continente pelo Alasca e viajaram de barco pela costa em vez de a pé pelo interior das terras. 

"Não há qualquer maneira de ir à ilha Calvert se não for de barco, e isso é tão certo agora quanto há 13.000 anos", comentou McLaren. 

Pegadas similares, que remontam a 14.500 anos, foram descobertas em 1997 no Monte Verde, no Chile. Elas seriam os sinais de atividade humana mais antigos no continente americano. 

fonte: Terra