domingo, 21 de junho de 2015

Nasa confirma a existência de objeto, com saliência de uma suposta pirâmide com 5 km de altura, no planeta anão Ceres


Na última quarta-feira, a NASA divulgou uma imagem que intrigou muitos cientistas.

A foto, registada pela sonda Dawn a 4,4 mil quilómetros do “objeto”, mostra uma espécie de saliência na superfície do planeta Ceres, o planeta anão localizado no cinturão de asteróides entre Marte e Júpiter. Muitos acreditam se tratar de uma pirâmide!

De acordo com previsões da NASA, a suposta pirâmide teria 5km de altura - a maior pirâmide do Egipto, a de Gizé, possui apenas 140 metros -, o que tornaria mais complicada a teoria de que ela foi construída manualmente. O facto a ser levado em conta na descoberta, é que tal formação revela um antecedente geológico peculiar.

Outro facto curiosos da foto divulgada, é a existência dos pontos brilhantes na superfície do planeta anão. Essa percepção já existe há algum tempo e intriga o conhecimento de cientistas e especialistas. Ainda não foi possível determinar do que os pontos são compostos, mas acredita-se que sejam constituídos de gelo ou sal.


Também há uma hipótese de que os pontos brilhantes sejam resultado do ‘criovulcanismo’, no qual fendas com actividade vulcânica liberam substâncias voláteis, como água e metano, ao invés de lava.

Com o intuito de revelar todas essas dúvidas, os cientistas aguardam ansiosos a aproximação da sonda Dawn ao planeta, que deve acontecer nos próximos meses.

Ceres foi descoberto em 1801, por Giuseppe Piazzi, através de observação telescópica. Primeiramente, foi classificado como planeta e, depois, asteróide. Apenas em 2006 os cientistas o classificaram como planeta anão. De acordo com observação do Telescópio Espacial Hubble, sua superfície possui regiões mais escuras e locais de brilho proeminentes.

fonte: NASA / Foto: Reprodução / NASA