sexta-feira, 19 de junho de 2015

Lockheed Martin quer ser o futuro dos "Zeppelin"

Lockheed Martin quer ser o futuro dos "Zeppelin"

Lockheed / DR

O Lockheed Martin Hybrid LMH-1 foi apresentado esta semana e promete revolucionar o transporte de carga em zonas remotas (sem aeroportos). Falta que alguém compre o primeiro...

O modelo, apresentado esta semana em Paris, resulta de de 20 anos de desenvolvimento e pretende ser a solução para o transporte de carga em zonas remotas.

A seu favor tem o facto de permitir grandes quantidades de carga e de não precisar de aeroportos.

Mas a Lockheed Martin enfrenta várias dificuldades: o mercado dos dirigíveis tem, basicamente, enfrentado fracassos e a empresa precisa de algumas encomendas para tornar o aparelho viável. Para isso fizeram uma parceria com uma companhia especializada em aviões de carga (a Hybrid Enterprises).

Se tudo correr bem (se as encomendas surgirem) a certificação poderia acontecer em 2017 e a entrega do aparelho no ano seguinte.

O hélio será responsável por 80% do movimento do Hybrid LMH-1, quando carregado.

Estas imagens resultam de uma das antigas versões do híbrido, designada por P-791:


fonte: TSF