quarta-feira, 24 de junho de 2015

Maior tempestade solar da década cria auroras boreais "espetaculares"


Fotografia © Scott Kelly | NASA | Via Twitter

Veja as fotos tiradas da Estação Espacial Internacional. "Nunca vi isto antes", escreveu Scott Kelly, astronauta.

A tempestade solar que está a decorrer poderá ser a maior desde setembro de 2005, o que pode resultar em interferências com os sistemas de GPS e com a distribuição elétrica na Terra, mas também dá azo a auroras boreais "espetaculares". Os astronautas da Estação Espacial Internacional partilharam fotografias das luzes coloridas vistas por cima dos Estados Unidos.

A tempestade foi marcada por uma grande emissão solar que ocorreu este domingo. O comportamento instável do Sol criou auroras boreais nos céus da Terra, que foram vistas da Estação Espacial Internacional.

"Nunca vi isto antes!" escreveu o astronauta Scott Kelly.

As auroras boreais de cor vermelha são muito raras, e acontecem apenas em alturas de atividade solar muito intensa. As auroras são o resultado da interação dos ventos solares com o campo magnético da Terra, e veem-se normalmente em cores que têm um comprimento de onda mais largo, como o roxo, o azul ou o verde.

De acordo com o jornal britânico The Independent, ainda não houve danos causados por esta tempestade solar.