sábado, 20 de junho de 2015

Shindake está de novo em erupção


Na quinta-feira foram observadas outras erupções e nuvens de cinza que impedem a visualização da cratera Fotografia © JAPAN METEOROLOGICAL AGENCY / EPA

O vulcão japonês mantém uma intensa atividade desde que foi detetada a primeira explosão há 21 dias.

O vulcão Shindake registou hoje uma erupção pelo segundo dia consecutivo, depois de no passado dia 29 de maio a sua atividade ter obrigado à retirada de mais de uma centena de pessoas da ilha de Kuchinoerabu.

Pelas 09:43 locais (01:43 em Lisboa), o vulcão expulsou uma coluna de fumo e cinzas que alcançou uma altura de 200 metros, segundo a Agência Meteorológica japonês.

Na quinta-feira foram observadas outras erupções e nuvens de cinza que impedem a visualização da cratera, e tremores subterrâneos na montanha, segundo o organismo estatal.


Este vulcão mantém uma intensa atividade desde que foi detetada a primeira explosão há 21 dias, pelo que a zona permanece sob o nível máximo de alerta e cerca de 120 residentes de Kuchinoerabu continuam fora das suas casas, deslocados para a ilha vizinha de Yakushima.