sexta-feira, 17 de julho de 2015

Próteses em impressora 3D salvam Foghorn. O Galo sem patas já anda


O galo, que foi chamado Foghorn, agora já consegue andar.Fotografia © Riley Brandt | University of Calgary

Foghorn perdeu as patas devido ao frio, mas veterinários e cientistas da Universidade de Calgary juntaram-se para o fazer andar novamente.

Um galo canadiano perdeu as patas com o frio que se fez sentir este inverno, mas um grupo de cientistas da Universidade de Calgary desenvolveram próteses, impressas em 3D, que lhe permitem voltar a andar.


O galo, mais tarde apelidado de Foghorn, foi encontrado pelos serviços de proteção animal em Calgary, no Canadá, e já não conseguia andar. Tinha perdido as patas devido ao frio do inverno. Foi entregue a um veterinário da Universidade de calgary, Daniel Pang, que investiga a dor em pequenos animais, e que colaborou com um outro veterinário que tinha acesso a uma impressora 3D.

Juntamente com um estudante de licenciatura em engenharia mecânica, os três criaram pequenas próteses para permitir a Foghorn voltar a andar. Começaram por fazer modelos das pernas amputadas do galo e modelos de pés de pássaros semelhantes, para depois criarem as pequenas próteses que permitem que Foghorn tenha voltado a andar.

"Foi muito entusiasmante vê-lo a andar por aí", disse à televisão canadiana CBC um dos cientistas envolvidos no projeto, Mark Ungrin. As próteses, feitas com uma impressora 3D, foram cobertas de silicone para serem flexíveis mas resistentes. Foghorn foi adotado por uma família e agora vive numa quinta.