segunda-feira, 27 de julho de 2015

Arqueólogos e Carbono14 para determinar origem da Cava de Viriato




"Será a ciência a dar as respostas" quanto à data da construção da Cava de Viriato, uma das mais emblemáticas obras de engenharia em terra batida e um local onde as legiões romanas foram derrotadas por Viriato.

Singular e monumental, a Cava de Viriato, em Viseu, é uma das mais emblemáticas obras de engenharia em terra batida, conservada, na Península Ibérica.

A Cava são 38 Hectares que incluem um octógono com 2 mil metros de perímetro, oito taludes e um fosso. É um dos maiores monumentos portugueses "cuja origem nunca foi esclarecida" mas que o Cónego Berardo, um historiador que viveu em Viseu no século XVII, atribuiu a Viriato que ali terá acorrido para derrotar o exército de Roma.

É monumento nacional desde 1910 e crê-se que as legiões romanas ali tiveram quartel e ali foram derrotadas por Viriato. "Mas "em bom rigor", diz a arqueóloga Catarina Tente, "ninguém conhece a origem deste castro. É um mistério". Para já "o monumento foi escavado, seguindo-se um teste com carbono 14 para encontrar as primeiras certezas".

Manuel Real, especialista na idade media e em arqueologia medieval corrobora: "há muitas teorias, várias hipóteses mas só com as escavações poderemos determinar, com exatidão, a sua origem".

Para dissipar dúvidas e encontrar certezas a Cava de Viriato está a ser escavada e, diz Catarina Tente, "será a ciência a dar as respostas. Nesta sondagem recolhemos amostras de sedimentos de solo para sujeitar a estudos que permitam uma maior aproximação à data da sua fundação. É uma tentativa para chegarmos a respostas. Felizmente, as amostras têm qualidade e irão ser submetidas a testes de Carbono 14".

fonte: TSF