quarta-feira, 1 de julho de 2015

Olhe para cima: Vénus e Júpiter vão estar tão próximos que parecem colidir


Fotografia © Liz West | Via Flickr

Os dois planetas vão permanecer muito próximos no céu noturno durante quatro dias, e podem ser facilmente vistos a olho nu.

Esta semana, um pequeno espetáculo astronómico pode ser observado a olho nu ou com pequenos telescópios básicos no céu do final da tarde. Os planetas Vénus e Júpiter, habitualmente visíveis no céu devido ao seu forte brilho, vão estar muito próximas no dia 1 de julho, quando, a partir das 15.00, vão surgir a menos de meio grau de distância no céu.

Em Portugal continental, a melhor hora para observar o espetáculo são as 22.00, quando os dois vão poder ser vistos a poente, mesmo a olho nu.


O esquema divulgado pelo OAL mostra como vai estar o céu às 22 horas em Lisboa no dia 1 de julho. Fotografia © Observatório Astronómico de Lisboa

O Observatório Astronómico de Lisboa (OAL) explica, no seu guia para o céu do mês de julho, que o planeta Vénus estará particularmente brilhante no céu. No dia 6 de julho, "estará mais brilhante que o céu azul". O OAL lança o desafio: ver Vénus a olho nu pelas 16.30, com algumas instruções sobre onde o procurar.

Embora os dois planetas estejam muito longe da Terra e a distâncias enormes um do outro, vão surgir próximos no céu. Vénus está a 41 milhões de quilómetros da Terra, mais próximo do Sol, enquanto Júpiter está mais longe do Sol, a 638 milhões de quilómetros de nós. Essa grande diferença nas distâncias faz com que os dois planetas aparentem ser mais ou menos do mesmo tamanho quando vistos a olho nu, quando, na verdade, Júpiter é muito maior.