quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Revelada imagem de dinossauro com "bico" e "penas"


Psittacosaurus


Psittacosaurus


Psittacosaurus


Jakob Vinther, da Universidade de Bristol, liderou a equipa que descobriu o fóssil


O autor da reconstrução é o paleoartista Bob Nicholls



O autor da reconstrução é o paleoartista Bob Nicholls

A imagem do Psittacosaurus, um pequeno dinossauro com uma espécie de bico de papagaio e cerdas na cauda, que viveu nas densas florestas da China há 120 milhões de anos, foi revelada esta quinta-feira.

A reconstrução agora revelada teve por base o fóssil de um esqueleto completo encontrado na China, que permitiu aos investigadores decifrar a cor e padrão de camuflagem do Psittacosaurus.

O Psittacosaurus teria o tamanho de um grande peru, a cabeça alongada, uma espécie de bico de papagaio e dois chifres horizontais, um em cada lado da cabeça. Na cauda, existiam várias cerdas. Uma imagem muito diferente dos dinossauros até agora conhecidos.

O autor da reconstrução é o paleoartista Bob Nicholls e o fóssil que revela o esqueleto completo do Psittacosaurus foi descoberto por uma equipa de investigadores da Universidade de Bristol (Inglaterra), Frankfurt (Alemanha) e Hong Kong (China), liderada por Jakob Vinther, da universidade britânica. Está atualmente exposto num museu de Frankfurt.

Os cientistas consideram que estes deveriam ser animais relativamente inteligentes, com comportamentos complexos, devido à dimensão do cérebro. Os olhos grandes indiciam que teriam uma boa visão.

O tom de pele escuro, mais claro na barriga, ajudava à "camuflagem" nas florestas densas e com pouca luz, conseguindo assim passar despercebido aos predadores.

"O fóssil preserva pigmentos intactos, que mostraram funcionar como refletores de sombras, tornando o animal 'invisível' aos olhos de um observador", explicou Jakob Vinther ao portal "Business Insider". "Estamos surpreendidos por ver como estes padrões de cores funcionaram na camuflagem deste pequeno dinossauro", acrescentou.

"O nosso modelo dá a entender que ele era super, super fofo. Acho que eles teriam dado animais de estimação fantásticos", defendeu, citado pela agência Reuters.

A imagem agora conhecida do Psittacosaurus alimenta as crescentes teorias nas últimas décadas de que os dinossauros seriam provavelmente mais parecidos com as aves do que com os lagartos.