quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Novas evidências de templo de Ramsés II são descobertas no Cairo


Arqueólogos egípcios e alemães descobriram blocos e fragmentos de estátuas que podem apontar à existência de um templo do faraó Ramsés II na região de Heliopolis, atualmente localizada em um bairro populoso do Cairo, informou nesta terça-feira o Ministério da Antiguidades do Egito. 

Em comunicado, o chefe do Departamento de Egiptologia do Ministério de Antiguidades, Mahmoud Afifi, detalhou que as partes foram achadas por acaso em Al Matariyyah, no nordeste da capital egípcia. Além disso, um grupo de grandes blocos foi encontrado mais abaixo dos primeiros e nele se vê Ramsés II ungindo uma divindade.


O vice-diretor egípcio da equipa, Ayman Ashmawi, explicou na nota que outros fragmentos mostram que Ramsés II foi quem determinou a construção do templo. 

"Isso confirma a hipótese de que Ramsés II tinha um especial interesse por Heliopolis nas últimas décadas de seu longo reinado de 70 anos" durante a XIX Dinastia (entre 1.295 e 1.186 a.C.), detalhou Ashmawi, que disse que as recentes descobertas formam parte dos quartos mais escondidos do templo. 

O vice-diretor alemão do projeto, Dietrich Raue, informou que eles também estão escavando na área sudeste do templo. Segundo ele, a equipa está desenterrando imóveis do período ptolemaico, quando os gregos estiveram no Egito (332 a.C.- 30 d.C) e neste perímetro já foram achados amuletos e utensílios de metal. 

Nesta mesma área ficava o templo de Heliopolis, deus do Sol, um dos maiores do Egito, de quem há poucos vestígios, já que o que sobrou foi saqueado na época do Império Romano e durante as sucessivas dinastias muçulmanas para construir edifícios em Alexandria e no Cairo. 

fonte: Terra