sábado, 3 de setembro de 2016

Inglesa afirma ter visto ‘lobisomem’



Jemma Waller alega que ela e mais dois amigos testemunharam a insólita criatura na cidade de Hull.

Embora histórias sobre atividades de lobisomens sejam restritas a livros e a filmes de ficção, às vezes, surgem narrações de pessoas que alegam terem ficado de frente a esses monstrengos - metade lobo, metade homem.

Dessa vez, o depoimento de uma mulher, que conta ter presenciado a bizarra criatura na cidade de Hull (Inglaterra), no mês de agosto, fez ressurgir o temor de alguns moradores. Eles dizem que outros habitantes da região também testemunharam o ‘monstro’ em ocasiões diferentes.

De acordo com o jornal britânico Daily Mirror, de segunda-feira (29), Jemma Waller, 24 anos, que trabalha com o resgate de animais, dirigia na companhia de dois amigos, quando, de repente, percebeu o suposto lobisomem de 8 pés (2,4 metros de altura).

Segundo a mulher, as características físicas da entidade lembravam um cão de grande porte. Contudo, a face do monstrengo era semelhante à de um ser humano. Na Inglaterra, esse tipo de lobisomem vem sendo relatado há anos. Os ingleses o apelidaram de ‘Old Stinker’.

Jemma destaca que no início do avistamento, a ‘besta’ caminhava com quatro apoios, como os cachorros. Contudo, ressalta que quando a ‘fera’ percebeu o veículo onde ela e os amigos estavam, começou a andar na direção deles de forma ereta, somente com as duas pernas. “Era como um filme de terror”, declara.

Para a inglesa, o bicho, semelhante a um cachorro gigante, com rosto de aspecto humano, também aparentava ter uma pele de cor cinza. Ela confidencia que, apesar do lobisomem ter se locomovido em direção ao carro em que estava, ele acabou por mudar o trajeto. “Ele apenas se virou e saiu correndo na diagonal”, revela.

Apavorados e sem terem certeza do que haviam presenciado, Jemma e os dois amigos dirigiram até um posto de gasolina nas proximidades. Funcionários do estabelecimento falaram para eles sobre lendas daquela região, a respeito de indivíduos que também afirmaram terem ficado de frente com lobisomens.

Devido aos frequentes relatos de ‘Old Stinkers’ naquela área, habitantes confeccionaram um pedido de liberdade de informação ao Conselho Municipal de Hull. No entanto, autoridades da cidade ressaltaram que não existe nenhuma política sobre como lidar com os lobisomens.

Moradores argumentam que histórias sobre o surgimento dessas criaturas nos arredores de Hull existem desde o século 18, quando os lobos caçavam nos campos ingleses.

O jornal britânico também acrescenta a existência de um relatório de 1960, onde um motorista de caminhão disse às autoridades que uma criatura pulou no para-brisas do veículo enquanto ele dirigia por uma estrada remota da Inglaterra.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...