domingo, 25 de setembro de 2016

Microsoft tem plano para acabar com cancro em 10 anos


A tecnológica de Redmond inaugurou durante o verão um laboratório completamente dedicado à pesquisa e desenvolvimento de métodos de reprogramação de células.

A Microsoft estabeleceu um prazo de 10 anos para conseguir “solucionar o problema do cancro”, um objetivo nobre para o qual a tecnológica de Redmond se faz munir da estratégia de reprogramar as células cancerígenas, anulando assim a doença.

Mas não é só de boas intenções e de um plano que a Microsoft se pretende fazer valer. É com este objetivo em mente que a Microsoft abriu durante o verão um novo laboratório dedicada a pesquisa e desenvolvimento de uma solução para o cancro. Por enquanto, a ideia é criar um computador a partir de ADN que seja capaz de monitorizar de perto a evolução das células.

Em conversa com o The Telegraph, o diretor da Microsoft Research, Chris Bishop, considerou que a pesquisa de uma cura para o cancro é “muito natural para a Microsoft devido à tremenda experiência em ciência informática e o que se passa agora com o cancro é um problema computacional”.

O responsável pelo grupo de pesquisa, Andrew Philips, também se pronunciou sobre esta iniciativa. “É [um projeto] a longo-prazo… Penso que será tecnicamente possível no espaço de cinco a 10 anos criar um sistema molecular inteligente que consiga detetar a doença”, declarou Philips.