terça-feira, 20 de setembro de 2016

Nave da SpaceX para transportar humanos não se vai ficar por Marte

Resultado de imagem para marte

O transportador da SpaceX que deverá dar início à colonização de Marte pode, afinal, ir mais além. Depois de se ter descoberto que as capacidades da nave superam as expectativas iniciais, Elon Musk quer rebatizá-la e utilizá-la para viagens tripuladas que vão para lá o Planeta Vermelho.

Já se sabia que as ambições do CEO da SpaceX eram, literalmente, "de outro mundo", mas agora deixou bem claro que quer ir onde nenhum Homem alguma vez foi.

Numa mensagem publicada no Twitter, Elon Musk afirmou que o Mars Colonial Transporter, ou MCT, podia ir muito além de Marte e que, por essa razão, teria de receber um novo nome. Num tweet posterior, o CEO já se referia ao MCT como “sistema de transporte interplanetário”.

Este novo aparelho ainda não foi revelado publicamente, mas espera-se que mais detalhes sejam apresentados durante o Congresso Internacional de Aeronáutica, que acontece de 26 a 30 de setembro, no México. Musk será um dos oradores neste evento.

A primeira missão não tripulada a Marte da SpaceX está marcada para 2018. Só em 2024 é que Musk espera poder dar início às viagens tripuladas comerciais até ao Planeta Vermelho, altura em que deverá começar a colonização deste corpo celeste.

O The Wired avança que as primeiras missões da SpaceX, antes de chegar qualquer humano a Marte, vão transportar mantimentos e tudo o que seja preciso para serem construídas e desenvolvidas colónias.

Nunca é demais recordar que no passado 1 de setembro, um foguetão Falcon 9 da SpaceX explodiu durante teste de ignição. Desde então, as operações da empresa têm estado interrompidas, mas já foi anunciado que a SpaceX vai voltar a ativo em novembro.

fonte: Sapo TEK