terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Pescador sobreviveu mais de um ano à deriva no Pacífico

Pescador sobreviveu mais de um ano à deriva no Pacífico

José Iván foi encontrado, quinta-feira, nas Ilhas Marshall

José Salvador Albarengo foi encontrado nas Ilhas Marshall, 13 meses após ter saído do México para uma expedição de pesca aos tubarões. O pescador salvadorenho, de 37 anos, sobreviveu a beber sangue de tartaruga e a comer aves e peixes que caçou com as mãos.

José Salvador Albarengo, natural de El Salvador, zarpou do México em dezembro de 2012, juntamente com um companheiro, que terá morrido em alto mar, ao fimde algumas semanas. Foi encontrado desorientado, quinta-feira, num recife perto do atol de Ebon, na Ilhas Marshall.

Os residentes de Ebon contaram que o "náufrago estava com uns calções já muito gastos e que o barco parecia ter estado na água por muito tempo".

José Salvador, pescador há 15 anos, tinham, segundo os habitantes a aparência de um "desnutrido", quando pisou terra. Ivan explicou que sobreviveu bebendo sangue de tartaruga quando faltava a água da chuva e comendo tartarugas, aves e peixes que caçava com as mãos.

"Saiu do barco com uma barba espessa", contou à Reuters Jack Niedenthal, um realizador a viver em Majuro.

"Tinha dificuldade em andar, as pernas estavam muito magras. Não acredito que seja uma brincadeira. Acho que este homem esteve muito tempo no mar", disse Niedenthal, que falou durante uns minutos com Albarengo, através de um intérprete.

Os habitantes tiveram alguma dificuldade em falar com o pescador, que apenas domina o espanhol.

As autoridades das Ilhas Marshall enviaram uma embarcação para transferir o pescador e, mais tarde, entrarão em contacto com as autoridades mexicanas.