quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Bebé sobrevive com menos de 80% de sangue

Bebé sobrevive com menos de 80% de sangue

Hope conseguiu sobrebiver

Nos EUA, um recém-nascido conseguiu sobreviver apesar de ter menos de 80% de sangue. Logo após o parto, o bebé foi submetido a uma transfusão de sangue. De acordo com os especialistas, este é o segundo caso registado em todo o mundo. O primeiro ocorreu em 2012, no Reino Unido.

A norte-americana Jennifer Juarez, de 27 anos, estranhou que o bebé que trazia no ventre tivesse deixado de dar pontapés quando faltava um mês para o parto. Por isso, correu para o hospital Irvine Medical Center, em Fountain Valley, na Califórnia, juntamente com o marido.

Ali, foi-lhe feita uma cesariana de emergência, tendo o bebé - uma menina - nascido extremamente pálida. Os médicos detetaram que havia ocorrido uma hemorragia feto-materna grave, tendo o bebé perdido mais de 80% do sangue. O nível de hemoglobina era de 3,8g/dl, quando numa criança sem problemas a taxa varia entre 10 a 15g/dl.

O bebé teve de ser submetido a uma transfusão de sangue e sobreviveu. Os médicos disseram que a prontidão com que Jennifer acorreu ao hospital permitiu-lhe salvar a criança.

Os clínicos alertaram os pais para o facto de a criança poder, no futuro, vir a apresentar sequelas. Contudo, eles estão esperançados que tal não venha a acontecer e, por isso mesmo, deram à criança o nome de Hope (Esperança).