quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Refutando a Terra Plana num vídeo


Recentemente, no facebook, surgiu uma página com inclinação para pseudociências e teorias da conspiração, mais especificamente, voltado ao tema da Terra plana, uma antiga concepção de que nosso planeta possui uma forma chata, ao invés de esférica.

Terra plana na história


Não é de hoje que pessoas possuem uma tendência a acreditarem em pseudociências, mistificações, teorias da conspiração e hipóteses criacionistas apenas pelo fato de estarem escritas em antigos livros e sendo difundidas há milénios e enraizadas dentro de suas culturas. O fato é que muitos destas pseudociências decorrem de antigas tradições e conhecimentos ultrapassados de textos sagrados religiosos que são usados como verdade, como a criação do homem e do Universo. No caso da Terra plana, esta hipótese provêm de muitos mitos da criação. 

Os babilónios, por exemplo, achavam que a Terra era plana e estava suspensa sobre um monstro. O hindus acreditavam que a Terra estava suspensa sobre 4 elefantes e estes, suspensos sobre uma tartaruga gigante. Os egípcios acreditavam que os céus (Nut) eram sustentados pelo deus do ar (Shu) e este está sobre a Terra (Geb) e esta também era plana. Na bíblia sagrada temos muitas passagens onde uma Terra plana é mostrada. A versão contemporânea da Terra Plana foi articulada por Samuel Rowbotham (1816–1885) a partir da interpretação literal da Bíblia. 

O Vídeo

O vídeo abaixo possui o objetivo de mostrar o poder do zoom da câmera Nikon Coolpix P900 porém, acabou se tornando uma ótima refutação para a hipótese da Terra plana, segundo esta excelente explicação dada pelo professor Fernando Lang da Silveira, da UFRGS. No vídeo, vê-se a imagem de um farol localizado a 10 km do fotógrafo/cinegrafista e podemos observar claramente que o farol encontra-se abaixo da linha do horizonte, evidenciando claramente que a Terra possui uma curvatura, refutando assim a hipótese da Terra plana. 

Uma observação semelhante foi feita primeiramente por Aristóteles, em seu argumento do navioSegundo o filósofo, ao vermos um navio partindo em direção ao alto mar, primeiramente observaremos a sua quilha desaparecer e, logo sem seguida, o seu mastro, mostrando que a Terra possui uma curvatura. Se o navio desaparecesse por completo, a Terra iria ter uma forma plana.

Além disso, há 2200 anos, Eratóstenes (276 a.C. - 194 a.C.) provou que a Terra esférica usando algumas estacas, a luz do Sol e a matemática. Ele mediu a circunferência da Terra e o seu raio com uma precisão incrível para uma época sem tecnologia.

Na era da informação, a ignorância é uma escolha. 

Confira o vídeo: