terça-feira, 12 de janeiro de 2016

"Não há provas de que Hitler tenha morrido no bunker"


Adolf Hitler forjou a sua própria morte no bunker e voou para Tenerife e depois para a Argentina, argumenta um antigo agente da CIA, que está a investigar a morte do ditador nazi.

O antigo agente da CIA diz que teve acesso a 700 páginas de documentos norte-americanos, até agora classificados e inéditos, que confirmam que Hitler não se suicidou.

O líder nazi teria forjado a sua própria morte, voando, primeiro, para as Ilhas Canárias e, depois, para a Argentina.

"A narrativa que o governo [dos EUA] nos dá é uma mentira. Basta olhar para os arquivos do FBI para querer abrir a investigação", diz Bob Baer, ouvido no documentário "Hunting Hitler", do canal norte-americano History Channel,

Um dos documentos, segundo Baer, diz: "os militares norte-americanos na Alemanha não encontraram o corpo de Hitler nem obtiveram qualquer prova de que esteja morto".

O corpo que foi encontrado no bunker seria de um duplo, mais pequeno do que o próprio Hitler.

fonte: TSF