sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Maurício de Souza, pai da 'Turma da Mônica' já viu disco voador e conta os detalhes


O desenhista contou todos os detalhes de sua experiência com objetos voadores não identificados.

Maurício de Souza faz parte da história de todos os brasileiros, afinal, quem nunca se divertiu com a "Turma da Mônica", ou com o Chico Bento, o Horácio e tantos outros personagens criados por ele. De geração em geração, a turminha está sempre aprontando alguma brincadeira e divertindo a todos. 

Mas o que o desenhista mais famoso do Brasil relatou em sua conta no Instagram, acabou surpreendendo a todos, pois Maurício de Souza nunca havia comentando sobre sua experiência com seres extra-terrestres. 

No Instagram, Maurício sempre compartilha com seus seguidores fotos de sua família, dos lugares onde vai passear e também dos eventos em que participa, mas desta vez ele contou um relato emocionante de quando viu vários objetos voadores não identificados, fato acontecido há 35 anos atrás. 

Ele e sua esposa Alice levaram as filhas gémeas, Vanda e Valéria, para patinarem no Ibirapuera e como ele relata, era um lindo fim de tarde um de um domingo. 

As crianças estavam brincando e Maurício resolveu se deitar na grama e ao seu lado estava sua esposa.

Ele ficou olhando para o céu e de repente começou a perceber acima de algumas nuvens, que haviam diversas esferas prateadas em movimentação, sendo que ele descreveu como "uma frota de surpreendentes objetos voadores". 

Tais objetos não paravam, ficavam se movimentando o tempo todo. 

Subitamente, algumas dessas esferas se desprenderam das demais e foram se afastando a uma velocidade absurda e foi nesta mesma velocidade que outras esferas começaram a chegar e se juntavam à formação.

Neste momento, Maurício de Souza mostrou à esposa o que estava vendo no céu e ela também começou a acompanhar os objetos voadores não identificados. 

Maurício conta que a esposa acompanhava tudo e ia descrevendo o que estava vendo, porque eles queriam certificar-se de que estavam vendo a mesma coisa. 

O sol foi se pondo e as nuvens foram ocultando as naves, que aos poucos foram deixando de serem vistas pelo desenhista e sua esposa. 

Junto com o depoimento, Maurício de Souza publicou uma foto deste momento, porém mostrando sua esposa olhando para o céu. 

Ele explica que não tem fotos dos objetos no céu porque isto foi há 35 anos, sua câmera não tinha zoom e por causa da altura em que se encontravam, a foto não iria mostrar absolutamente nada do que eles viam. 

É importante ressaltar que naquela época, as câmeras fotográficas não chegavam nem perto dos smartphones que temos hoje e que tudo registam, em fotos e vídeos. 

O relato de Maurício de Souza termina com um "Lamento até hoje", por não ter tido condições de gravar tais imagens e vários foram os comentários assim que a postagem foi publicada, pois como ele é uma pessoa de grande credibilidade, passa a ser mais uma importante testemunha de que não estamos sozinhos neste universo.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...