quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Há céu azul e água gelada em Plutão


Sonda identificou ciclone em Júpiter. Veja a reportagem e a entrevista a Rui Agostinho, diretor do Observatório Astronómico de Lisboa. Depois das descobertas de indícios de água em Marte, é agora a vez de Plutão. As imagens foram registadas pela sonda New Horizons, que divulgou recentemente as primeiras imagens coloridas das neblinas atmosféricas do planeta que, em tempos, era o último e mais longínquo do sistema solar. 

A missão começou em 2006 e durante a viagem, de cerca de uma década, a sonda recolheu imagens à passagem pelo planeta gigante de Júpiter. Identificou um ciclone do tamanho da Terra, conhecido como pequeno ponto vermelho, com ventos que atingem mais de 600 km/h. Registou ainda a erupção de um vulcão visível a mais de 300 km de altura, numa das quatro luas de Júpiter. 

Em julho foi concluída com sucesso a aproximação da sonda à órbita de Plutão, um "marco na história da Astrofísica", diz Rui Agostinho, diretor do Observatório de Lisboa. Sabe-se que as zonas com tonalidade vermelha são locais onde há água gelada, mas ainda assim "seria impossível viver à superfície de Plutão" porque a "temperatura média ronda os -200ºC, reforça. A descoberta surge depois de ser anunciada a existência de água em Marte.