quarta-feira, 29 de maio de 2013

Mulher ressuscita após dar à luz tecnicamente morta


Erica Nigrelli morreu de paragem cardíaca, grávida de 36 semanas. Os médicos fizeram uma cesariana para retirar a bebé, Elayna. Ressuscitou minutos depois.

Professora numa escola secundária do Missouri, Texas (EUA), Erica Nigrelli estava grávida de 36 semanas e dar uma aula quando se sentiu desmaiar. "Pus a cabeça para baixo e desmaiei", resumiu, numa reportagem à cadeia de televisão KPRC, associada da estação nacional NBC.

O marido, professor na mesma escola, estava a duas salas de distância e ligou para o número de emergência. "A minha mulher está a ter uma convulsão. Está no chão. Oh, meu Deus. Ela está grávida e não responde", explicou Nathan Nigrelli na mesma reportagem (cujas declarações foram recolhidas pelo Huffington Post).

Os colegas de Erica tentaram reanimá-la, recorrendo a um desfribilhador. No hospital, pararam. Era preciso realizar uma cesariana.

"Foi-me dito que a cesariana foi feita post-mortem porque ela não tinha batimento cardíaco quando tiraram o bebé", disse o marido ao The Star.

Os médicos diagnosticaram-lhe um cardiomiopatia, uma doença genética sem sintomas mas que pode causar morte súbita, e conseguiram reanimar o coração da paciente, dando-lhe apenas 5% de hipóteses de sobreviver àquela noite de fevereiro. Mas sobreviveu. "Casei com uma lutadora e agora tenho uma filha que é uma lutadora também".

Foi introduzido um pacemaker para regular o batimento cardíaco. Passou duas semanas nos cuidados intensivos. A bebé passou 76 dias a recuperar do traumático nascimento mas agora estão os três em casa. "Os milagres existem. Estou aqui, posso criar a Elayna e não posso pedir mais do que isso", disse Erica.


Sem comentários:

Publicar um comentário