sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Nanotubos de carbono encontrados pela primeira vez em humanos


Nanotubos de carbono, considerados um dos supermateriais mais promissores, foram encontrados nos pulmões de 64 crianças com asma, em Paris

Uma equipa de cientistas da Universidad Paris-Saclay, em França, encontrou nanotubos de carbono nos pulmões de 64 crianças afetadas por asma, na região de Paris.

É a primeira vez que este facto aparece documentado em humanos.

Os nanotubos de carbono são minúsculas estruturas cilíndricas formadas por uma lâmina monomolecular de grafito e podem ter sido inalados pelas crianças a partir da poluição ambiental (sobretudo combustíveis fósseis).

O que se sabe, nesta altura, é que os nanotubos de carbono não são tóxicos quando inalados pelos humanos.

Mas em cinco das crianças os nanotubos estavam localizados no interior de macrófagos, as células do sistema imunitário encarregadas de limpar os pulmões.

Os cientistas franceses pensam que os nanotubos impedem os macrófagos de fazer as limpezas nos pulmões, agravando a asma.

fonte: TSF