domingo, 4 de outubro de 2015

Ele só queria instalar um cano. Agricultor descobre esqueleto de mamute com 11 mil anos


Fotografia © Michigan University

Norte-americano que escavava no seu campo encontrou o que inicialmente pensou tratar-se de uma estaca retorcida. Era o dente de um animal extinto há séculos.

O norte-americano James Bristle foi esta sexta-feira surpreendido quando, durante umas simples escavações para instalar uma conduta pluvial deu com o que viria a descobrir-se ser um quase completo esqueleto de um mamute com 11 mil anos.

A descoberta aconteceu absolutamente por acaso, quando o agricultor, durante a obra, se apercebeu de um objeto estranho, que primeiro pensou tratar-se de uma estaca retorcida. Afinal, "era provavelmente um osso da costela, que veio à superfície. Estava coberto de lama", contou Bristle ao Ann Arbor News.

Chamados os cientistas da Universidade do Michigan. criou-se rapidamente um sítio arqueológico para recuperar as ossadas.


Cerca de um quinto do animal, que seria já adulto, na casa dos 40 anos de idade, foi recuperado nas primeiras horas de trabalho. Entre os achados incluem-se o crâneo, com as presas ainda agarradas, várias vértebras e costelas e ambas as omoplatas.

Daniel Fisher, diretor e curador do Museu de Paleontologia da Universidade de Michigan, disse à CBS qual a sua teoria para a presença dos restos do animal neste local: "Pensamos que havia aqui humanos e que eles podem ter feito uma caçada e escondido aqui a carne com a intenção de voltar para a vir buscar".

O local, perto da cidade de Chelsea, tem vários vestígios de presença humana pré-histórica, o que reforça esta tese.