sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Embalsamou corpo do filho e sentou-o num bar a jogar dominó





Uma mulher contratou uma empresa para embalsar o corpo do filho e sentá-lo à mesa de um bar, a "jogar" dominó. A vítima homenageada terá sido assassinada num tiroteio, em Porto Rico.

Jomar Aguayo Collazo, de 23 anos, morreu durante um tiroteio e a mãe decidiu homenageá-lo de uma forma diferente: abdicou de uma vigília tradicional e resolveu expor o corpo do filho no bar, do qual é proprietária, em Rio Piedras, Porto Rico.

Vestido todo de azul, o jovem está sentado em frente a uma mesa de dominó, parecendo estar a jogar a sua última partida. Segundo o site noticioso "The Huffington Post", esta prática é legal.

Os familiares e amigos foram-se sentando junto de Collazo, que faleceu a 11 de outubro passado.

Este tipo de rituais estão a tornar-se cada vez mais frequentes em Porto Rico. Segundo o jornal americano "The Washington Post", nos últimos oito anos, pelo menos outros quatro corpos foram colocados em cenários do dia-a-dia.