terça-feira, 3 de março de 2015

As novas gerações são mais inteligentes, revelam testes de QI


Nos últimos 60 anos, o Quociente de Inteligência subiu mais de 20 pontos, revela um novo estudo britânico. As exigências da educação e dos empregos podem explicar mudança

Será que as novas gerações são mais inteligentes do que os seus antepassados? Um novo estudo, publicado na revista Intelligence, garante que sim, pelo menos em alguns países. De acordo com um grupo de investigadores do Reino Unido, os desempenhos em testes de QI (quociente de inteligência) têm vindo a melhorar nas últimas décadas. Desde 1950, o valor que quantifica a inteligência humana subiu, em média, 20 pontos.

Os investigadores Peera Wongupparaj, Veena Kumari e Robin Morris, do King"s College London, analisaram 405 estudos feitos nos últimos 64 anos, com 200 mil pessoas de 48 países. Focados apenas numa parte dos testes de QI, as Matrizes Progressivas de Raven, descobriram que a inteligência aumentou 20 pontos. Contudo, a evolução não se verificou da mesma forma em todos os países. Nos subdesenvolvidos, o crescimento aconteceu de forma mais rápida, e os maiores saltos verificaram-se na China e na Índia. Nos EUA esse crescimento deu-se, segundo a BBC, de forma constante, mas no Reino Unido registou-se um declínio.