segunda-feira, 23 de março de 2015

Nazis podem ter preparado esconderijos no meio da selva argentina

Nazis podem ter preparado esconderijos no meio da selva argentina

Edifícios terão sido construídos para preparar um refúgio para nazis caso perdessem a guerra. No entanto, apesar da derrota, acabaram por não ser utilizados.

Investigadores da Universidade de Buenos Aires resolveram estudar as construções no meio da selva, num local de tal forma remoto do parque de Teyú Cuaré, na Argentina, que se pensa que os edifícios teriam como objetivo servir de esconderijo para nazis caso perdessem a Segunda Guerra Mundial.

As construções estão a poucos quilómetros da cidade de San Ignacio e o local é visto como um esconderijo praticamente perfeito, pois não conhecendo o caminho, seria quase impossível ser encontrado, proporcionando a proteção perfeita para quem ali escolhesse viver.

No local foram encontradas moedas alemãs cunhadas entre 1938 e 1941 e porcelana feita na Alemanha. "Aparentemente, a meio da Segunda Guerra Mundial, foi iniciado um projeto secreto para a construção de refúgios para que os homens que ocupavam as hierarquias nazis mais importantes se pudessem esconder após derrota. Sítios inacessíveis, no meio do deserto, numa montanha, numa selva como esta", explicou um dos investigadores, Daniel Schávelzon, ao Clarín.

Acrescentou ainda que o local tem a vantagem de "permitir estar no Paraguai em menos de dez minutos, fácil de defender, protegido [haveria mesmo um edifício que serveria de posto de vigia], inacessível, um local para se viver tranquilo". Os nazis acabariam mesmo por perder a guerra, mas Schávelzon acredita que perceberam que não precisavam de viver escondidos na selva, pois podiam ficar nas cidades sem grandes problemas. Muitos nazis fugiram para aquele país sul-africano, com a permissão do então presidente Juan Perón.

Esta é apenas uma teoria para as construções escondidas em Teyú Cuaré. Um historiador do Museu do Holocausto de Buenos Aires, Abraham Zylberman, considera que a teoria terá de ser confirmada, o que poderá ser feito através de documentação.