quinta-feira, 16 de junho de 2016

Professora morre atacada por tubarão de mais de 5 metros na Austrália


Uma professora universitária foi atacada por um tubarão de cinco metros e morreu neste fim de semana. Doreen Collyer, de 60 anos, saiu para mergulhar com um amigo, num barco, e estava na água há 25 minutos, cerca de 1km longe da costa no domingo 5 de manhã, quando foi atacada por um enorme tubarão branco.

Segundo a rede de TV australiana “ABC”, o mergulhador ainda tentou levá-la de volta ao barco para socorrê-la, mas ela morreu na água devido à gravidade dos ferimentos. Três pescadores que ajudaram no salvamento disseram que o animal era maior que o barco em que estavam, que mede 5,3 metros. O marido dela, David Collyer, estava indo encontrar a esposa quando viu os helicópteros na praia.

"Aproximadamente dois quilómetros distante da marina aqui atrás de mim em Mindarie, entre os recifes a uma milha e a três milhas de distância, um homem e uma mulher estavam mergulhando quando a mulher foi atacada, ou parece ter sido atacada, por um tubarão", disse o inspetor de polícia Danny Mulligan, segundo a agência de notícias "Reuters".

Doreen Collyer nasceu na Inglaterra, mas se mudou para a Austrália há cinco anos com o marido e, recentemente, virou cidadã australiana. “Doreen era uma pessoa bonita e todo mundo amava. Ela era uma avó dedicada, mãe e esposa amorosa”, disse o marido em um comunicado. Doreen costumava mergulhar até quatro vezes por semana.

Segundo ataque numa semana

O incidente ocorreu na esteira da morte do surfista australiano Ben Gerring na sexta-feira. Na terça-feira o jovem de 29 anos surfava ao sul de Perth quando sua perna direita foi arrancada pelo que se suspeita ser um grande tubarão banco de pelo menos três metros de comprimento.

fonte: Extra