segunda-feira, 21 de setembro de 2015

China lança novo foguetão, o "Longa Marcha 6"


Fotografia © REUTERS / China Daily

O nome do programa dos foguetões "Longa Marcha" é inspirado na epopeia de Mao Tse Tung, fundador da China comunista.

A China lançou este domingo um novo modelo de foguetão que servirá sobretudo para colocar satélites em órbita, anunciou a imprensa oficial.

A China destina milhões de dólares à conquista do espaço, algo que é entendido como um símbolo da nova potência do país asiático.

O novo foguetão, batizado Longa Marcha 6, foi lançado a partir de uma base situada na província de Shanxi. A nave transportava 20 "micro" satélites, explicou a agência Xinhua, citada pela AFP.

Segundo imagens de televisão transmitidas pela CCTV, o Longa Marcha -6 é branco e a sua extremidade superior está decorada com uma bandeira chinesa.

O foguetão mede 29,3 metros de altura e utiliza combustível composto por uma mistura de oxigénio líquido não poluente e de querosene, acrescentou a imprensa oficial chinesa.

Os "micro" satélites serão usados para realizar experiências em tecnologia e novos produtos, informou a CCTV, sem fornecer mais detalhes.

O governo chinês declarou em 2011 que o Longa Marcha 6 teria capacidade para transportar uma tonelada e poderia colocar carregamentos em órbita até 700 quilómetros de distância.

O nome do programa dos foguetões "Longa Marcha" é inspirado na epopeia de Mao Tse Tung, fundador da China comunista.

Entre os objetivos mais ambiciosos de Pequim figuram o envio de uma sonda para Marte por volta do ano 2020, a realização de uma estação orbital permanente cerca de dois anos mais tarde, e o envio de um homem para a Lua, depois de 2025.