segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Pentágono desenvolve telemóveis que detectam agentes químicos e biológicos desconhecidos


O Pentágono, sede do Departamento de Defesa dos EUA, anunciou hoje o desenvolvimento de smartphones que podem detectar agentes biológicos e químicos desconhecidos, a fim de evitar riscos para soldados e civis.

O biólogo Calvin Chue é o investigador principal deste projecto do Comando de Engenharia, Investigação e Desenvolvimento do Exército dos EUA que visa criar uma nova geração de objectos electrónicos.

Chue recordou que os EUA têm soldados destacados em todo o mundo, por isso frisou a importância de serem capazes de “desenvolver ferramentas e tecnologias projectadas para detectar perigos desconhecidos, antes que [os soldados] sejam expostos a eles”.

Em concreto, o departamento de Biociências do Centro Químico e Biológico Edgenwood está a trabalhar com sensores instalados num dispositivo electrónico móvel que possam detectar substâncias “desconhecidas” ou “suspeitas”.

“Estamos a desenvolver novos tipos de sensores que o soldado possa utilizar para aumentar o seu conhecimento sobre o terreno”, explicou o investigador em entrevista a um blog científico do Departamento de Defesa, citado pela EFE.

Para além desse diagnóstico sobre o terreno, que alertaria o militar em situação de perigo, o telefone enviará o resultado a um laboratório ou a um posto de comando para uma análise mais exaustiva.

Este projecto, ainda em fase de desenvolvimento, requer trabalho integrado de investigadores nos sectores da electrónica e das comunicações, mas Calvin Chue espera que o dispositivo esteja pronto para ser usado dentro de cinco ou seis anos.

Entre as vantagens destes novos telefones com sensores inteligentes está também a redução do peso e tamanho dos sensores usados actualmente.

fonte: Sol

Sem comentários:

Publicar um comentário