quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Nosso universo é uma simulação de computador? Investigadores tentam responder essa pergunta.


Alguns físicos e investigadores universitários dizem que é possível testar a teoria de que todo o Universo está contido numa simulação de computador, como é retratado no filme Matrix, de 1999. 

Em 2003, o professor e filósofo Nick Bostrom, da Universidade de Oxford, publicou um artigo, "O argumento da simulação", no qual afirma que "nós estamos quase certamente vivendo numa simulação de computador".

Agora, uma equipa da Universidade de Cornell, nos EUA, anunciou que está desenvolvendo um método viável de teste para descobrir se nós seríamos mesmo apenas uma série de números de computadores de alguma civilização antiga.

Investigadores da Universidade de Washington concordam que há um método de teste e defendem que ele pode ser feito. Uma proposta parecida foi apresentada por investigadores da Alemanha, em novembro.

Então, como precisamente, nós podemos testar se nós mesmos existimos? Para falar resumidamente, os  investigadores estão construindo seus próprios modelos para simulação, usando uma técnica chamada cromodinâmica quântica treliçada – com uso de modelos em pequena escala.

"Essa é apenas a primeira forma de teste para esse tipo de ideia", disse Savage. "Se você fizer a simulação numa escala grande o suficiente, poderá surgir alguma coisa como o Universo".

O método do teste é muito mais complicado do que isso. De acordo com a explicação da Universidade de Cornell: "Usando o desenvolvimento histórico da estrutura de tecnologia da teoria de medidas como um guia, nós presumimos que o nosso universo é uma simulação numérica que não se desenvolveu".

Para traduzir, se as assinaturas energéticas nas nossas simulações coincidirem com aquelas do Universo em seu todo, então há uma boa chance de que nós realmente estaríamos vivendo numa simulação.

Curiosamente, um dos alunos de Savage assume a hipótese: "Se encontrarmos a natureza de nossa existência, iríamos, em seguida, procurar maneiras de nos comunicar com a civilização que nos criou?"

A estudante Zohreh Davoudi, da Universidade de Washington, acredita que quem fez essa simulação do universo no qual vivemos, também poderia ter criado outros universos, então, talvez devêssemos "simplesmente" tentar nos comunicar com estes outros. 

Diante disso, a questão é "Você pode se comunicar com os outros universos se eles estão sendo executados na mesma plataforma?", perguntou a estudante.

Definitivamente, o assunto parece ser bem mais complicado do que a famosa pergunta do filme Matrix: "Você quer tomar a pílula vermelha ou a azul"?

Sem comentários:

Publicar um comentário