quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Mortes misteriosas: Os líderes políticos exumados


Yasser Arafat

O líder palestiniano morreu em 2004 num hospital de Paris. Apesar de já terem passado oito anos, as circunstâncias da sua morte continuam a levantar dúvidas - em Agosto deste ano, as autoridades francesas abriram uma investigação na sequência de revelações de que havia uma quantidade anormal de polónio (uma susbtância radiactiva) nos objectos pessoais de Arafat. 

Mais recentemente, no mês passado, o corpo de Yasser Arafat foi exumado para apurar as verdadeiras circunstâncias do óbito. A Autoridade Palestiniana está convencida que Israel está por detrás da morte de Arafat, mas os israelitas contestam esta acusação. 

Os resultados só deverão ser conhecidos na Primavera de 2013. Contudo, esta não é a primeira vez que o corpo de um líder político é exumado para esclarecer um mistério.



Zachary Taylor

A morte de Zachary Taylor, o 12º Presidente dos Estados Unidos, foi uma das primeiras da história a levantar dúvidas. Taylor morreu a meio do mandato, a 9 de Julho de 1850, com 65 anos, alegadamente por causa de uma gastroentrite aguda. O presidente faleceu cinco dias depois de ter assistido às comemorações do 4 de Julho no Monumento de Washington. 

Contudo, quase 200 anos mais tarde, as verdadeiras circunstâncias da sua morte ainda eram postas em causa. Circulava a hipótese de que o presidente poderia ter sido envenenado. Foi por isso que a 17 de Julho de 1991 o seu corpo foi exumado.

As suspeitas contudo acabariam por não se confirmar: os testes realizados pelo Tennessee's Oak Ridge National Laboratory encontraram de facto vestígios de arsénico no cabelo, ossos e nalguns tecidos dos seus restos mortais, mas não em quantidade suficiente para serem considerados letais.



Simón Bolívar

Há dois anos, em 2010, Hugo Chávez ordenou que o túmulo do líder dos movimentos de independência sul-americano fosse reaberto para confirmar as suas suspeitas relativamente à sua morte. 

Os relatos oficiais indicavam que ele teria morrido com uma tuberculose, em 1830; contudo, 200 anos mais tarde, o presidente venezuelano sustentou que Bolívar poderia ter sido vítima de uma conspiração e não de uma doença. 

O primeiro relatório da exumação encontrou restos de arsénico, que na época era usado para tratar a tuberculose, e levanta-se agora a hipótese de que uma dose excessiva pode ter causado a morte do líder. Contudo, os cientistas ainda não encontraram indícios de uma intoxicação aguda.

Esta não foi a primeira vez que o corpo de Símon Bolívar foi exumado: em 1842, o seu corpo foi trasladada de Santa Marta (na Colômbia), onde ele morreu, até a Catedral de Caracas; em 1876, foi transferido para o Panteão Nacional; em 1942, para novas investigações, e em 1972, levaram os seus restos mortais para um túmulo especialmente desenhado.



Salvador Allende

Suicidou-se ou foi assassinado? Foi para resolver esta dúvida que o corpo do antigo Presidente chileno foi exumado em Maio do ano passado. Allende foi encontrado morto no seu gabinete, no Palácio de La Moneda, a 11 de Setembro de 1973, durante uma investida militar comandada por Augusto Pinochet. 

O relatório oficial relativo à sua morte atestou que ele teria cometido suicídio com a espingarda que Fidel Castro, seu amigo, lhe tinha oferecido. Essa versão foi confirmada pelo médico do presidente chileno e aceite pela família. Contudo, quase 40 anos depois da sua morte, havia ainda quem acreditasse que ele poderá ter sido morto pelos soldados de Pinochet.

A dúvida desfez-se quatro meses mais tarde, em Julho, quando os resultados da perícia confirmaram que o presidente cometeu mesmo suicídio. 

fonte: Sábado

Sem comentários:

Publicar um comentário