segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Você sabia que os russos encontraram prova de vida extraterrestre na Lua?


Em 24 de setembro de 1970, pela primeira vez, uma nave espacial não tripulada trouxe solo lunar para a Terra. 

A nave espacial Luna 16, da antiga União Soviética, regressou do Mar da Fertilidade na Lua com 101 gramas de regolito lunar, hermeticamente lacrado num recipiente.

Em fevereiro de 1972, a somente 120 quilómetros do local onde pousou o Luna 16, a Luna 20 usou uma furadora, com uma broca oca recolectora de 25 cm de comprimento, para obter outra amostra de regolito, a qual também foi hermeticamente fechada já na Lua.

De volta à União Soviética, ambos os recipientes selados das missões lunares foram entregues a um laboratório para que seus conteúdos fossem examinados e fotografados. 

Mas mesmo após centenas de fotos publicadas num atlas de 1979, a natureza biológica de algumas das partículas não foi notada.

As fotos foram posteriormente mais estudadas por dois biólogos, Stanislav I. Zhmur, da Academia de Ciências Russa, e Lyudmila M. Gerasimenko, do Instituto de Biologia. 

Eles notaram que algumas partículas presentes nas imagens eram praticamente idênticas às espécies biológicas conhecidas de fósseis terrestres. 

Especificamente, algumas das partículas esféricas do regolito do Luna 20 claramente se parecem em suas escalas, distribuição e forma, bem como quanto a distorção das esferas que ocorrem durante a fossilização, com fósseis esféricos, tais como o Siderococcus ou Sulfolobus.

A análise dos biólogos foi anunciada em uma conferência de astrobiologia em Denver (20 a 22 de julho de 1999), e publicada em dezembro de 1999.

fonte: Te Guia

Sem comentários:

Publicar um comentário