segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Necrópole megalítica da Peneda-Gerês classificada como Sítio de Interesse Público





Uma necrópole megalítica da Serra Amarela, no Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG), deverá ser classificada como Sítio de Interesse Público conforme proposta da Direcção-Geral do Património Cultural publicada esta semana em Diário da República.

O processo de classificação arrancou em 2006, sob proposta da direcção do PNPG, e envolve três freguesias do concelho de Ponte de Barca.

Trata-se de um conjunto que, lê-se no despacho de abertura do processo de classificação, "não se resume aos monumentos funerários megalíticos" na área de implantação, mas também aos núcleos de arte rupestre que se espalham pelas freguesias de Britelo, Lindoso e Ermida.

"Sinteticamente, os motivos destes conjuntos integram o grupo de arte Galaico-Portuguesa e mais recentemente o grupo de arte atlântica", refere ainda o documento do Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico (IGESPAR).

Num despacho publicado esta segunda-feira em Diário da República, a Direcção-Geral do Património Cultural anuncia a intenção de "propor" à secretaria de Estado da Cultura a classificação, como Sítio de Interesse Público (SIP), da Necrópole Megalítica da Serra Amarela e respectiva zona de protecção.

Segundo os especialistas, trata-se de um conjunto constituído por vários monumentos funerários, de diversas tipologias, como a Anta da Lapa da Moura, cuja estrutura dolménica alberga arte megalítica, pintada e gravada. Ali existem ainda santuários de arte rupestre proto-históricos como a Chã da Rapada.

Durante os próximos 30 dias decorre o prazo para consulta pública deste processo, antes que a classificação se torne efectiva.

fonte: Sol

Sem comentários:

Publicar um comentário