terça-feira, 12 de maio de 2015

NASA revela foto mais detalhada dos pontos brilhantes em Ceres


Fotografia © NASA / JPL-Caltech / UCLA / MPS / DLR / IDA

O mistério das duas manchas "luminosas" na superfície do planeta anão Ceres continua, mas imagem de maior definição revela que na realidade se tratam de vários pontos mais pequenos, muito próximos.

O que pareciam ser dois pontos brilhantes na superfície de Ceres são afinal dois aglomerados de pontos mais pequenos, revela uma foto em alta definição do planeta anão ontem divulgada pela NASA.

A origem exata destas manchas brilhantes continua no entanto por esclarecer. Uma observação detalhada da imagem que reproduzimos nesta página mostra o que parecem ser vários reflexos pequenos que se juntam de forma a parecerem duas manchas maiores.

A foto foi captada pela sonda americana Dawn no dia 6 de março, durante a sua primeira órbita para registar dados científicos. A sonda encontrava-se então a 13.600 quilómetros de distância. As imagens foram reunidas numa animação de toda a superfídie do planeta anão.


Os cientistas reconhecem que são precisas mais observações para concluir com exatidão a origem do fenómeno. Mas já podem afirmar que "a intensidade do brilho deve-se ao reflexo da luz do sol num material altamente refletivo, possivelmente gelo", segundo Chris Russell, o investigador principal da missão da NASA, citado pela BBC.

Ceres é o maior corpo celeste na cintura de asteroides, entre Marte e Júpiter. A sonda Dawn vai prosseguir a sua missão, aproximando-se do planeta anão - a próxima etapa, a iniciar no dia 6 de junho, será o mapeamento da superfície a uma distância de 4400 quilómetros.