domingo, 17 de maio de 2015

Foguetão russo com satélite mexicano desintegra-se minutos depois do lançamento


Este é o segundo problema grave da agência espacial russa em poucas semanas, depois de terem perdido o controlo de uma nave que ia reabastecer a Estação Espacial. Veja o vídeo.

Um foguetão russo que tinha a missão de colocar um satélite mexicano em órbita teve um problema minutos depois do lançamento e acabou por se desintegrar quase totalmente na atmosfera. As autoridades russas procuram destroços na Sibéria.


A agência espacial russa Roscosmos disse que o foguetão, um Proton-M, lançado do cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, teve um problema nos motores oito minutos depois do lançamento, a 161 quilómetros de altitude. O foguetão e o satélite não atingiram a posição desejada e acabaram por se desintegrar na atmosfera.


O "MekSat-1" (Centenario) destinava-se a fornecer comunicações no México e América Central do Sul. Ontem,a Roscosmos tinha partilhado um vídeo sobre a operação.


Este é o segundo problema grave da agência espacial russa em poucos dias, depois de na semana passada terem perdido o controlo de uma nave que ia reabastecer a Estação Espacial Internacional. A Progress acabou por se desintegrar na reentrada na atmosfera.

Segundo a Roscosmos, o satélite estava segurado pelo cliente, enquanto a responsabilidade civil perante é segurada pelo lado russo.