sábado, 23 de maio de 2015

São seres estranhos ou raros e estão no top 10 das grandes descobertas

O bicho-pau foi descoberto no Vietname e é gigante

O bicho-pau foi descoberto no Vietname e é gigante

Lista destaca dez das cerca de 8 mil espécies descobertas para a ciência no ano passado. As suas peculiaridades colocaram-nas neste ranking que pretende celebrar a natureza e o seu estudo.

São seres estranhos, quase todos surpreendentes, ou raros, e estão na lista do top 10 das espécies 2015 - descobertas no ano passado. Há de tudo, ou quase tudo: um inseto gigante primo do bicho-pau, uma planta que poderia passar por um coral, uma aranha que se desloca como se estivesse a ser empurrada pelo vento ou ainda uma lesma do mar que se assemelha a uma visão etérea, e um dinossauro com penas há muito extinto.

Estão todos entre as dez espécies desta lista elaborada por um grupo de especialistas internacionais e que ontem foi divulgada pelo International Institute of Species Explorations do ESF, College of Environmental Science and Forestry, de Nova Iorque, para celebrar o dia de nascimento, a 23 de maio, de Carolus Linnaeus, que no século XVIII criou a moderna taxonomia - a classificação das espécies.

Apesar da delapidação que as atividades humanas estão a causar na biodiversidade, com a exploração industrial dos recursos e a queima dos combustíveis fósseis, que estão a alterar os habitats naturais e o clima e a deixar a natureza em maus lençóis, todos os anos os cientistas descobrem em média cerca de 18 mil espécies.