sábado, 5 de agosto de 2017

Criança de 10 anos descobre erro no Museu de História Natural


Charlie é uma criança que, como tantas outras, tem uma enorme paixão por dinossauros. Os pais prepararam-lhe uma surpresa e levaram-no a passar a noite no Museu de História Natural, em Londres, no final de julho. Foi aí que o menino fez uma descoberta que o tornou notícia um pouco por todo o mundo.

O menino, com o síndrome de Asperger, um tipo de autismo, apercebeu-se que um dos exemplares identificado como sendo um Oviraptor era na verdade um Protoceratops. "Eu fiz uma comparação com outro dinossauro e vi que a correspondência não estava certa", revelou a criança à BBC.

Charlie comunicou a descoberta aos pais que não o levaram muito a sério. "Quando ele nos disse que o dinossauro estava mal identificado, não fizemos grande caso. Sabemos que ele é inteligente, mas era o museu de História Natural, um dos mais famosos do mundo", explicou a mãe , justificando a reticencia face à descoberta da criança.

O menino estava mesmo certo e um porta-voz do museu explicou que aquela secção tinha sido remodelada várias vezes nos últimos meses e que se tinha cometido um erro ."O Charlie tem o síndrome de Asperger e como parte da doença, quando ele gosta de alguma coisa, tenta descobrir tudo sobre isso", explicou a mãe.

Os responsáveis pelo museu ficaram surpreendidos com o conhecimento da criança e pouco tempo depois enviaram uma carta agradecendo a ajuda. "Obrigado por nos teres visitado. Esperamos que mantenhas o teu interesse na paleontologia", podia ler-se na carta.