domingo, 22 de novembro de 2015

Tesouro de moedas romanas é encontrado em jardim suíço





Um fazendeiro suíço descobriu acidentalmente em seu campo de cerejeiras um tesouro da numismática, cerca de 4.000 moedas datadas do século III.

As moedas ficaram enterradas por 1.700 anos, mas estão em perfeitas condições e trazem suas inscrições legíveis, que vão desde o tempo do imperador Aureliano (270-275) ao de Maximiano (286-305), disse nesta quinta-feira o serviço de Arqueologia do Cantão de Argóvia (norte da Suíça).

O tesouro, de cerca de 15 kg, foi encontrado na aldeia de Ueken.

Os arqueólogos acreditam que o proprietário das moedas as retirou de circulação logo após sua cunhagem. Por razões inexplicáveis​​, ele as enterrou pouco depois de 294 e nunca as recuperou.

O fazendeiro encontrou o primeiro rastro do tesouro em julho, quando descobriu umas moedas soltas na entrada da toca de uma toupeira. 

As moedas são de uma liga de bronze com 5% de prata, um percentual particularmente elevado.

O tesouro equivalia aproximadamente a dois salários anuais da época, mas ainda não foi avaliado nos valores comerciais atuais, informou à agência suíça ATS o arqueólogo cantonal Georg Matter.

Segundo a lei suíça, os objetos arqueológicos encontrados em solo suíço pertencem à coletividade pública, e não a quem os descobre ou aos donos do terreno. 

fonte: Swissinfo