quarta-feira, 5 de agosto de 2015

O "filho do Concorde". Airbus regista patente de avião ultra-sónico


A empresa europeia Airbus entregou no dia 14 de julho os documentos de registo da patente de um novo avião de passageiros capaz de voar até quatro vezes mais do que a velocidade do som.

A Airbus criou os planos do avião supersónico de tranporte de passageiros que será o sucessor do Concorde. O construtor europeu de aviões comerciais já registou a patente do aparelho que, a concretizar-se, será capaz de fazer a viagem entre Londres e Nova Iorque em apenas uma hora (atualmente a viagem tem uma duração de sete horas).

Este "Concorde 2.0" deverá, segundo os documentos entregues para registo da patente, atingir a velocidade de 4023 quilometros por hora e uma altitude de 30-480 metros. O avião poderá transportar até 20 passageiros ou três toneladas de carga até 8851quilometros de distância.

De acordo com os registos de patente o avião será movido através de três motores: um motor a jato que será depois recolhido para dentro da fuselagem, um ou mais motores de reação - a gasolina - e um motor de foguetão alimentado por uma mistura de hidrogénio e oxigénio.

Segundo o jornal britânico Telegraph, o novo Concorde será mais pequeno e mais leve que o antigo, mas terá um maior comprimento de asa. Além de ser mais rápido do que o seu antecessor, poderá voar durante mais tempo e atingir uma altitude muito superior.

Os novos Concorde terão um mercado limitado sendo que apenas se destinam a viajantes em negócios e passageiros VIP que precisem de fazer uma viagem intercontinental em apenas um dia.

Recorde-se que os primeiros Concorde deixaram de ser utilizados em 2003 depois de um avião se ter despenhado em Paris, no ano de 2000.