quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Esqueletos de vítimas da inquisição descobertos numa pilha de lixo em Évora

Esqueletos de vítimas da inquisição descobertos numa pilha de lixo em Évora

O local onde os esqueletos foram encontrados

Foto de um dos esqueletos cedido pelo investigador Bruno Magalhães à revista Forbes


Os restos mortais de 12 adultos (além de uma centena de ossos de mais 16 pessoas) foram encontrados numa pilha de lixo nas traseiras da prisão que servia o edifício do tribunal da Inquisição, em Évora.

Os arqueólogos da Universidade Coimbra procediam a escavações de rotina em Évora quando encontraram dezenas de restos mortais de vítimas da Inquisição.

Os esqueletos estavam numa pilha de lixo nas traseiras da prisão que servia a Inquisição em Évora, o que demonstra a forma como foram tratados depois de condenados, diz um artigo da Forbes.

Ao todo foram encontrados os restos mortais completos de 12 adultos e uma centena de ossos de 16 outras pessoas.

Todos terão morrido entre 1568 e 1634.

Bruno Magalhães, Teresa Matos Fernandes e Ana Luísa Santos publicaram a sua descoberta no último número do Journal of Anthropological Archaeology.

fonte: TSF