sábado, 29 de agosto de 2015

Papiro que afirma que Jesus tinha uma esposa é autêntico, dizem cientistas


Um estudo conduzido por três equipas de cientistas de Harvard, Columbia e MIT (Massachussetts Institute of Technology) chegou à conclusão de que Jesus Cristo era casado. A pesquisa levou em conta um antigo papiro, estudado nos últimos anos por especialistas.

Escrito na língua copta, idioma que deixou de existir no século XVII, o papiro se chama “Evangelho da Esposa de Jesus” e, quando descoberto em 2012, foi negado pelo jornal do Vaticano, que à época afirmou que o papiro “era falso, tinha gramática pobre e origem incerta”.

O papiro traz à tona a frase “Jesus disse-lhes: ‘Minha esposa…’” e faz referência também a uma discípula mulher. Por conta dessa referência ao facto de Jesus ser casado, as escritas achadas num documento de 4cm por 8cm causaram tanta polémica.

“A composição química do papiro e os padrões de oxidação são consistentes com outros papiros antigos, ao comparar o fragmento do Evangelho da Esposa de Jesus com o Evangelho de João”, escreveram os investigadores no artigo publicado na revista Harvard Theological Review. 

A pesquisa, porém, não acabou de vez com a polémica. O egiptologista Leo Depudydt, um dos mais  destacados do mundo e da Brown University, afirma que existem erros gramaticais do copta e o uso de negrito nas palavras “minha esposa” mostram que se trata de um documento falso.

fonte: Yahoo!