quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Alvo de fenómenos curiosos, bairro de Curitiba reúne estudiosos de Ovnis


Sítio Cercado têm várias ruas com nomes de planetas. Foto: Ciciro Back

Dizem que Curitiba é a capital da ufologia (estudo de fenômenos relacionados a objetos voadores não identificados. Em português OVNIs, em inglês UFOs). Será que é mesmo? Moradores do Sítio Cercado, que vivem em ruas com nomes de planetas, acreditam que algumas coisas que acontecem no bairro só podem ser do “outro mundo”.

Mas para outras pessoas o assunto é muito sério. Tem até vereador querendo instituir o Dia da Ufologia no calendário municipal. Ademar Gevaerd, um dos mais respeitados ufologistas do mundo, discorda de Curitiba ser capital da ufologia. Ele explica que as pessoas passaram a dizer isto porque, a partir de 2007, o governo brasileiro começou a liberar, em etapas, registros oficiais de objetos vistos no Brasil.


Documentos

“Primeiro vieram documentos dos anos 1950, 1960, e assim por diante. Quando os documentos dos anos 2000 a 2010 foram liberados, havia uma quantidade maior de registros em Curitiba do que em outras cidades brasileiras. Mas, na minha opinião, não significa que os UFOs aumentaram por aqui. O que eu acho é que, nesta década, os oficiais aeronáuticos do Cindacta do Bacacheri e do Aeroporto Afonso Pena passaram apenas a ter olhar mais apurado e registrar tudo com mais rigor e frequência”, analisa Gevaerd, editor da revista UFO e membro do Centro Brasileiro de pesquisas de Discos Voadores e da Comissão Brasileira de Ufólogos.

Mas Gevaerd explica que 90% dos avistamentos são confusões que as pessoas fazem com aviões, balões e luzes. Na revista UFO chegam cerca de 200 ocorrências por mês. Depois de estudar todas, constata-se que cerca de três apenas são realmente UFOs.

Turismo

O vereador Toninho da Farmácia (PP), propôs na Câmara instituir 2 de outubro o “Dia da Ufologia’. Ele não pretende transformar a data em feriado. Quer apenas incluir o dia no calendário municipal, com o intuito de explorar o turismo. O vereador explica que muitos eventos internacionais de ufologia ocorrem em Curitiba e atraem cientistas do mundo todo, movimentando hospedagem, restaurantes, os pontos turísticos. Três dos maiores ufólogos brasileiros moram aqui: Ademar Gevaerd, Rafael Cury e Ruisdael Marques.