terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Um urso à porta de casa


Fotografia © Óscar Montero

O espanhol Óscar Montero não ganhou para o susto quando foi à janela de casa no sábado. A olhar para ele estava uma cria de urso, enterrada na neve até ao pescoço.

No sábado passado, o espanhol Óscar Montero, de 26 anos, teve uma visita inesperada. Após uma forte nevada, abriu a janela de casa e pareceu-lhe ver um urso a tentar subir as escadas de acesso à porta principal da moradia. "Primeiro, não percebi bem de que animal se tratava. Pensei que fosse um cão grande, mas ao fixar melhor dei-me conta de que era uma cria de urso, que subia tranquilamente as escadas", contou à agência EFE, citada pelo El Mundo.

O jovem de Palencia, Espanha, que há dois anos decidiu mudar-se para Prioro, província de Léon, "para mudar de ares", revela que o seu primeiro impulso foi o de sair de casa para tocar no urso, mas não o fez porque foi avisado: tratando-se de uma cria, a mãe poderia estar por perto e tornar-se perigosa.

Passava pouco das duas da tarde quando Montero reparou no inusitado visitante e ainda teve tempo para tirar uma fotografia, em que o urso surge enterrado na neve até ao pescoço, chamando também o vizinho para partilhar a descoberta. "Quando ia fazer um vídeo com o telemóvel, abri a porta de casa e o animal deu a volta, rapidamente se escapulindo por detrás da casa", conta. "Em todo o caso, o aparecimento do urso alegrou-me o dia, já que na altura estávamos há vários dias isolados por causa da neve e estivemos dois dias e meio sem eletricidade", resume.

Segundo os vizinhos, há mais de 20 anos que não caía tanta neve na aldeia, que fica a apenas 60 quilómetros da capital da província mas tem pouco mais de 400 habitantes e está a 1120 metros de altitude.

Óscar Montero partilhou a fotografia nas redes sociais e ficou abismado com o "êxito" conseguido: a imagem do urso enterrado na neve até ao pescoço tem sido partilhada incessantemente e ele tem sido convidado para inúmeras entrevistas, tendo cedido a imagem do animal nas suas escadas aos meios de comunicação social.