sábado, 8 de março de 2014

Hubble permite ver asteróide que se desfaz em dez pedaços


Desintegração do asteróide, captada pelo telescópio Hubble Fotografia © Direitos reservados/ Nasa

O telescópio espacial Hubble permitiu observar como um asteróide que se dirigi ao sol se dividiu em mais de dez fragmentos. Foi a primeira vez que foi possvel observar em direto a desintegração de uma rocha espacial destas características.

Noutras ocasiões, os cientistas já tinha conseguido ver como um cometa, feito de poeiras e fragmentos rochosos, se desfazia, literalmente, à medida que se aproximava do sol. Mas foi a primeira vez que viram este comportamento num dos elementos do cinturão de asteróides.

"Trata-se de uma rocha sólida", explica David Jewitt, da Universidade da Califórnia e responsável pela investigação, citado pelo jornal espanhol ABC, "e ver como se desfaz em pedaços mesmo à frente dos nossos olhos é muito excitante".

O asteróide P/2013 R3 foi detetado pela primeira vez a 15 de setembro de 2013. Duas semanas mais tarde, a 1 de outubro, novas observações reveleram que se tratava de três corpos que se moviam juntos e que estavam envoltos num núvem de pó do diâmetro da Terra.

Graças à sua grande capacidade, o telescópio Hubble permitiu perceber que eram, na verdade, dez fragmentos objetos incrustados, dos quais os quatro maiores tinham mais de 400 metros de diâmetro. E, depois, esses fragmentos começaram a descolar-se uns dos outros. Os cientistas estão ainda a tentar perceber porque é que isto acontece.