quinta-feira, 20 de março de 2014

"Galinha do Inferno" viveu há 66 milhões de anos


Fotografia © Reuters

Uma equipa de cientistas dos EUA descobriu uma nova espécie de dinossauro que foi batizada de "Galinha do Inferno". Os seus fósseis revelam uma criatura meio ave, meio lagarto, que teria bico e uma longa cauda.

Os ossos do "Anzu wyliei" encontrados são provenientes de três indivíduos e foram encontrados nos estados do Dakota do Sul e Dakota do Norte. O estudo foi publicado na PLOS ONE.

"Tínhamos indícios indiretos de que havia uma criatura assim, mas agora, com esses ossos, temos 80% de um esqueleto completo e podemos estudar com maior detalhe a estrutura deste dinossauro e perceber melhor a sua biologia", adiantou à BBC Hans Sues, curador do Departamento de Paleontologia e Paleobiologia de Vertebrados do Museu Smithsonan de História Natural, em Washington DC.

Os fósseis foram encontrados numa formação geológica norte-americana conhecida como Hell Creek, o que acabou por dar o apelido de Inferno ao esqueleto do animal que se assemelha a uma galinha.